25/02/2024 - Edição 525

Mato Grosso do Sul

Na região de Dourados, 2 pontes de madeira serão substituídas por estruturas de concreto

Publicado em 16/09/2020 12:00 -

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A ponte de madeira entre as cidades de Dourados e Deodápolis, na MS-274, será, em breve, uma paisagem do passado. Em até 30 dias começam as obras de construção da nova ponte de concreto armado, com 91 metros de extensão e 10 de largura. A Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) publicou no último dia 15 o nome da empresa vencedora do processo licitatório.

O Governo do Estado investiu R$ 6,1 milhões na obra que irá atender diversos produtores na região. O prazo para conclusão da ponte são 270 dias, a partir da Ordem de Início de Serviço (OIS), que será dada logo após a assinatura do contrato.

A Agesul também já publicou o nome da empresa responsável pela construção da ponte de concreto sobre o córrego Laranja Doce, na estrada vicinal Barro Preto, entre Dourados e Douradina. Hoje, no local motoristas trafegam por uma ponte de madeira que será substituída por uma estrutura de concreto, com 51 metros de extensão e 6 de largura. Nos próximos dias, a empresa deve assinar o contrato com a Agesul  e logo a obra deve iniciar.

“Programa Mais Pontes”

A construção dessas estruturas faz parte do “Programa Mais Pontes”, criado pelo Governo do Estado para realizar, de forma programada, a substituição de pontes de madeira por pontes ou galerias de concreto: materiais mais duráveis e que requer menos manutenção.

"O 'Programa Mais Pontes' abrange os 79 municípios. Com a crescente expansão do agronegócio e o crescimento das cidades, atender a essas demandas é de suma importância para a manutenção da economia do Estado, além de viabilizar acessos e transformar a vida de muita gente", afirmou o vice-governador e secretário de Infraestrutura, Murilo Zauith.

Projetos

Das 36 pontes que em julho deste ano estavam em fase de projeto de engenharia, estudo e orçamento, 14 já foram para fase de licitação de obra ou já estão aguardando Ordem Serviço. As outras 22 listadas abaixo, que vão beneficiar diversas regiões do Estado, seguem na etapa de elaboração ou contratação de projeto. 

 

Córrego Cachoeira (Dois Irmãos do Buriti); Córrego Taguaruçu (Dois Irmãos do Buriti); Rio Dois Irmãos (Dois Irmãos do Buriti);

Córrego Toro (Naviraí MS-290) e Rio Amambaí (Itaquiraí MS290);

Córrego da Lata, Córrego Dourado, Rio Iguatemi e Córrego Pacova (Iguatemi e Japorã MS-386);

Córrego Tapa, Córrego Corredeira, Córrego Desencano e Córrego Canastrão (TerenosMS-355);

Vazante I, II, III do Inhumas (3 pontes Rio Negro MS-228);

Rio Verde (Rio Verde de Mato Grosso estrada vicinal);

Rio Piripucu (Bela VistaMS- 472);

Rio Bacuri (estrada vicinal Bonito);

Córrego Barreiro (Divisa de Rochedo com Bandeirantes);

Rio Taquara (Laguna Carapã MS-378);

Rio Branco (Porto Murtinho estrada vicinal);

Rio Inhumas; Rio Coxim; Vazante Corixão (estrada vicinal Rio Verde de Mato Grosso e São Gabriel do Oeste);

Rio Midaque (Nioaque);

Rio Aporé (Paranaíba MS-434).


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *