25/02/2024 - Edição 525

Legislativo

Zeca cobra ação para interromper contaminação por agrotóxicos em Terra Indígena de Caarapó

Segundo o CIMI, os povos originários estão sem proteção do Estado

Publicado em 07/02/2024 12:57 - Semana On

Divulgação ALEMS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O deputado estadual Zeca do PT apresentou requerimento em sessão ordinária realizada na terça-feira (6) cobrando investigação urgente de denúncia sobre a contaminação por agrotóxicos que ocorre na Terra Indígena Guyraroka, situada no município de Caarapó.

No plenário da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, Zeca declarou que acionou os Ministérios Públicos Federal e Estadual, além da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, reivindicando ação imediata para apurar a denúncia e impedir a contaminação do solo e de mananciais por agrotóxicos.

“Queremos saber dos órgãos fiscalizadores quais providências já foram tomadas para apurar a contaminação por agrotóxicos que ocorre na Terra Indígena Guyraroka, bem como que punição será aplicada aos produtores que praticam essa irregularidade”, discursou Zeca, apresentando matéria da denúncia divulgada no dia 5 de dezembro pelo portal Campo Grande News.

Segundo o material, o Conselho Indigenista Missionário alerta que os povos originários de Caarapó estão sem proteção do Estado e relata que a contaminação por agrotóxicos é um ataque químico. Estudo da UFMS realizado em 2021 identificou altas taxas de contaminação por agrotóxicos nas fontes de abastecimento de água da Terra Indígena.

“A Terra Indígena Guyraroka encontra-se cercada por grandes propriedades rurais de monocultura e vem sofrendo há anos com a pulverização de agrotóxicos no local, o que leva à contaminação direta dos povos originários, que sofrem com problemas de pele e problemas respiratórios, além da contaminação das águas que abastecem a comunidade. É urgente que medidas enérgicas sejam tomadas para encerrar de vez essa contaminação”, finalizou Zeca.

O requerimento do deputado Zeca do PT foi encaminhado ao Procurador-Geral do MPF, Luiz Eduardo Camargo Hernandes, ao Procurador-Geral do MPE, Alexandre Magno Benites, e ao secretário Jaime Verruck, da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *