22/04/2024 - Edição 540

Legislativo

Vereador Prof. André Luis debate dificuldades de protetores de animais independentes em Campo Grande

Parlamentar convidou o presidente de Comissão de Direito dos Animais da OAB para explanar sobre o tema

Publicado em 05/11/2022 12:16 - Semana On

Divulgação Câmara CG

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A presidente da Comissão de Defesa dos Direitos dos Animais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Mato Grosso do Sul, Adriana Carvalho, expôs na Tribuna da Câmara Municipal de Campo Grande as dificuldades enfrentadas pelos protetores de animais e a recente Campanha Solidária de arrecadação de ração. Segundo ela, um grupo de advogados da comissão visitou 50 abrigos na cidade, onde vivem 2.815 animais, sendo contabilizado pelo projeto a necessidade de 9 toneladas de ração por mês. Os vereadores garantiram apoio para que os protetores possam ter essa assistência.

A OAB/MS iniciou em abril as visitas a abrigos de animais em Campo Grande. A meta é continuar esse trabalho, chegando a um total de 100 locais visitados. Ela esclareceu que existem centenas de abrigos em Campo Grande e, mesmo não sendo uma atribuição da OAB, o trabalho está sendo realizado devido à situação crítica. “Estou trabalhando em uma pesquisa sobre o impacto social dos protetores de animais na sociedade com ênfase na omissão da responsabilidade do poder público. A gente vai longe com isso e esse trabalhos que hoje fazemos aqui em Campo Grande vamos estender para todo Mato Grosso do Sul para trazer números e medir o tamanho da omissão do Estado na causa animal.”

No dia 1º de novembro, foi protocolizado pela Comissão de Defesa dos Direitos dos Animais da OAB junto à Subsecretaria do Bem-Estar Animal pedido para que seja disponibilizada ração em quantidade suficiente para os animais cuidados por esses protetores. “Venho pedir que intercedam por nós nesse sentido. Estamos intermediando o acesso a essas rações, mas queremos que esse acesso seja desburocratizado”, afirmou a advogada. Ela apresentou aos vereadores a ficha solicitada pela Subsecretaria de Bem-Estar Animal (SUBEA), contendo várias exigências, que precisa ser preenchida pelos protetores, pleiteando que esse acesso seja facilitado.

O vereador Prof. André Luis, autor do convite para que a presidente da Comissão fale na Tribuna, destacou a importante contribuição da OAB nesse levantamento, além do trabalho dos protetores, que mantêm, pelo menos, 50 animais em casa. “A gente sabe como eles sofrem, não podemos fechar os olhos, pois são pessoas importantes na nossa cidade”, afirmou o vereador, pedindo a colaboração dos colegas para promover as mudanças solicitadas na Subsecretaria.

Para colaborar com a causa, o vereador Carlos Augusto Borges, o Carlão, propôs incluir a doação de pacote de ração em troca da cessão do Plenário Oliva Enciso para escolas ou entidades realizarem eventos. Hoje, já ocorre a doação de cestas básicas que são repassadas a entidades assistenciais. “Vamos incluir o pedido de pacote de ração para já ampliarmos nossa colaboração”. Ainda, o presidente falou que irá ampliar a discussão sobre como pode ser feita a desburocratização para que os abrigos de animais possam solicitar apoio.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *