25/04/2024 - Edição 540

Legislativo

Projeto ALEMS Casa Sustentável é finalista do “Prêmio Assembleia Cidadã”

O presidente da ALEMS, deputado Paulo Corrêa considera essencial a preservação e cuidado com o Meio Ambiente

Publicado em 05/11/2022 11:54 - Semana On

Divulgação ALEMS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul é finalista da terceira edição Prêmio Assembleia Cidadã. Criado pela União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale) em 2019, a disputa tem o objetivo de incentivar a modernização dos processos legislativos, o atendimento humanizado ao cidadão e a melhoria da sociedade como um todo. O resultado dos finalistas de 2022 foi divulgado na segunda-feira (31). Intitulado “ALEMS Casa Sustentável”, o projeto finalista participa da disputa na categoria Gestão, que premia o melhor trabalho que visa a diminuição de custo nas atividades do Parlamento.

O presidente da ALEMS, deputado Paulo Corrêa (PSDB) considera essencial a preservação e cuidado com o Meio Ambiente. “Criar a consciência cidadã da responsabilidade ambiental é um desafio mundial, mas aqui na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul já é realidade. A sustentabilidade é um compromisso dos 24 deputados estaduais, dos servidores, por isso adotamos boas práticas na gestão socioambiental, de modo a preservar os recursos naturais – que são limitados -, dar o exemplo para a sociedade e também promover a economia de gastos públicos”, destaca.

Categorias

Atendimento ao Cidadão é uma das categorias do Prêmio Unale Cidadã. A mesma é destinada à premiação de iniciativas e ações que levem diretamente atendimento ou serviço, prestados pela Assembleia Legislativa, ao cidadão. A terceira e última categoria é a de projetos especiais, que premiará o melhor trabalho que trate diretamente da vida do cidadão, fora das ações normais do parlamento.

A Casa de Leis concorreu nas três categorias previstas. Na categoria Atendimento ao Cidadão, participou o projeto “Na Rede da Casa”. Por fim, na categoria Projetos Especiais, o projeto inscrito foi “Cidadania é o Bicho: Animais do Pantanal e Educação Infantil em Diretos Humanos”. Os projetos participantes foram enviados com vídeo de 60s contendo explicação detalhada sobre os trabalhos. A versão escrita de cada trabalho trouxe os dados com detalhes da implantação e execução, objetivos, aplicabilidade, metas cumpridas e a cumprir, relatório das atividades, além da proposta de ampliação do trabalho com o recurso decorrente do prêmio.

O presidente da Unale, deputado Lidio Lopes (PATRI/MS) ressaltou o papel da entidade para todo o País. “É um grande desafio estar a frente desta instituição dentro do contexto pós-pandemia e ano eleitoral. A pandemia gerou uma demanda social muito grande e a Unale se mostrou importante atuadora na garantia de bem-estar social neste momento, principalmente no papel de interlocutora do Parlamento e da sociedade com o objetivos de diminuir os impactos causados por ela”, disse o parlamentar.

ALEMS Sustentável

O projeto finalista traz dados sobre a a responsabilidade da gestão da ALEMS, destacando as obras de revitalização do Palácio Guaicurus, sede do Parlamento, que passa pela sua primeira reforma geral. Inaugurado em 1986, com as obras iniciadas no final de 2017, que se caracterizam-se, entre outros aspectos, pela priorização da sustentabilidade. As soluções sustentáveis empregadas na reforma do prédio incluem técnicas e tecnologias ecológicas e eficientes, uso de materiais e equipamentos com maior durabilidade e economia, redução do consumo de água e de energia elétrica, e diminuição do desperdício. Essa consciência e prática adquirem relevância particular devido à localização sede da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, instalada no Parque dos Poderes, em reserva ecológica com inúmeras espécies da fauna e da flora do Cerrado.O Estado também tem valor ecológico imenso, já que quase 70% do Pantanal está em seu território, e ainda a maior parte do Aquífero Guarani.

Premiação 

A escolha dos melhores projetos acontece durante a 25ª Conferência Nacional da Unale, em votação por meio de papel depositado em urna, aplicativo de celular ou totens. A comissão avaliadora do prêmio é composta por representantes de órgãos nacionais provenientes da administração direta, indireta, fundacional e/ou autárquica. Os três vencedores serão anunciados e premiados de forma simbólica durante o evento, que acontece em Recife, capital de Pernambuco, de 9 a 11 de novembro de 2022. Cada ganhador receberá a premiação de 20 mil reais para investir exclusivamente na expansão dos projetos.

Clique aqui para conhecer os outros finalistas.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *