22/02/2024 - Edição 525

Legislativo

No primeiro ano de mandato, Camila Jara conquista R$32 milhões para Mato Grosso do Sul

É a segunda maior indicação de recursos da bancada do PT na Câmara Federal

Publicado em 27/01/2024 10:32 - Semana On

Divulgação

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Prestes a completar um ano como deputada federal por Mato Grosso do Sul, Camila Jara (PT/MS) divulgou o balanço final de recursos indicados pelo seu mandato para o MS. No total, foram R$32.844.948,94 em indicações de recursos articulados pela parlamentar junto aos Ministérios do Governo Federal destinados para 27 municípios, além do Governo do Estado.

Entre os 81 parlamentares do Bloco Federação Brasil da Esperança (PT/PV/PCdoB) na Câmara Federal, apenas o líder Zeca Dirceu (PT/PR) teve mais recursos que Camila Jara. Nem mesmo outros parlamentares reeleitos, que já eram deputados em 2022 – quando o orçamento de 2023 foi definido, com emendas individuais impositivas e cotas de bancada – superaram os valores da parlamentar sul-mato-grossense em recursos extras de transferências voluntárias.

Capital

Para Campo Grande, a capital do MS, foram destinados R$13.832.594,00, que serão usados na melhoria do atendimento de saúde, incluindo a Maternidade Cândido Mariano, a Santa Casa de Campo Grande, a Funcraf, o Hospital Nosso Lar, Hospital São Julião e APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) e a rede odontológica, e assistência social, para projetos que atendem mulheres vítimas de violência e pessoas em situação de rua.

Os recursos também serão usados para melhorar a infraestrutura urbana e de mobilidade da Capital, recapeando e adequando as vias de acesso ao bairro Moreninhas. O total de R$5 milhões será utilizado para revitalização e readequação das ciclovias da Av. Consul Assaf Trad, Parque Sóter e Av. Nelly Martins.

“A questão da mobilidade urbana é um dos maiores problemas de Campo Grande. Levamos a situação ao Ministério das Cidades e apresentamos a necessidade e a urgência de construir novas ciclovias e interligar as que já existem, melhorando a qualidade da pista, sinalização, entre outros. Conseguimos articular R$5 milhões e vamos continuar trabalhando para tornar o trânsito da Capital mais acessível, diverso e seguro para todos”, afirma a deputada.

Maiores cidades

Entre as cinco maiores cidades de Mato Grosso do Sul (além de Campo Grande), Dourados, Corumbá e Ponta Porã também foram contempladas.

Em Dourados, os recursos somam R$1.075.000,00 e serão utilizados para a manutenção de infraestrutura urbana, como asfaltamento, sinalização e faixas elevadas, principalmente próximo a escolas e creches, aumentando a segurança de pedestres e ciclistas.

Estão previstos também recursos para a manutenção de instituições que prestam atendimento médico especializado de média e alta complexidade, incluindo oncologia.

O valor de R$694.812,00 será utilizado para a aquisição de uma nova ambulância para Corumbá e para estruturar o atendimento de atenção primária à saúde em assentamos da cidade.

Em Ponta Porã, o assentamento Itamaraty, considerado o maior do Brasil, receberá recurso na ordem de R$380 mil para a implantação de 10 estufas, que serão utilizadas pela Cooperativa dos Agricultores Familiares do Itamaraty e pelas Mulheres Camponesas.

Demais recursos

Os mais de R$17 milhões restantes foram indicados para outros 2 municípios para atender demandas urgentes em áreas prioritárias, como a estruturação de unidades de saúde, contratação de médicos, aquisição de equipamentos de exames e de ambulância, reforma e revitalização de praças públicas e áreas de lazer e esporte, infraestrutura produtiva, entre outros. Acesse a tabela completa aqui.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *