25/02/2024 - Edição 525

Legislativo

Gleice requer apuração de agressão a jornalista e denúncia de sequestro de indígenas em MS

Parlamentar também solicitou informações sobre ação do poder público para prevenir novos episódios de violência contra os povos indígenas

Publicado em 27/11/2023 12:31 - Semana On

Divulgação ALEMS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Em resposta à alarmante agressão a um jornalista canadense e sua equipe e à denúncia de sequestro de uma família Guarani-Kaiowá durante a assembleia Aty Guasu, a deputada estadual Gleice Jane (PT) protocolou um requerimento de informações à Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública). A solicitação visa esclarecimentos sobre as medidas adotadas pelo Estado diante das recentes denúncias de violações de direitos humanos contra as populações indígenas Guarani-Kaiowá.

Os episódios de violência, ocorridos nas proximidades de Iguatemi nesta semana, destacam a urgência de ações efetivas. Gleice Jane ressalta que esses eventos não são isolados, mas parte de um padrão contínuo de abusos e exigem uma resposta coordenada e transparente do Poder Público.

A parlamentar já apresentou inclusive outras proposições sobre essa temática. Relatório que detalha casos de violência foi levado pessoalmente por ela ao Governo Federal.

A deputada enfatiza que a situação atual não apenas compromete a integridade física e cultural das comunidades indígenas, mas viola seus direitos fundamentais à vida, à liberdade e à segurança pessoal, garantidos pela Constituição Brasileira e tratados internacionais.

“O requerimento, que busca informações detalhadas sobre ações implementadas, medidas de segurança, estratégias de prevenção, investigações em andamento e esforços para responsabilizar os autores, é um apelo por direitos humanos, justiça social e compromisso democrático na proteção dos povos indígenas sul-mato-grossenses”, detalhou.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *