25/04/2024 - Edição 540

Legislativo

Em Brasília, Frente Parlamentar garante continuidade das obras da Ponte Bioceânica

A ponte sobre o Rio Paraguai vai ligar o município de Porto Murtinho à cidade paraguaia de Carmelo Peralta

Publicado em 12/03/2024 2:08 - Semana On

Divulgação ALEMS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O coordenador da Frente Parlamentar para o Acompanhamento da Implantação da Rota Bioceânica, deputado Zeca do PT, esteve em Brasília, reunido com representantes do Ministério das Relações Exteriores para tratar de um aditivo no Acordo Brasil-Paraguai, que abrange questões relacionadas a isenções tributárias. Na sessão desta terça-feira (12), o parlamentar comentou o resultado do encontro.

“Estiveram também na reunião, representantes do Governo do Estado, do Senado Federal, do consórcio binacional Pybra e da Receita Federal do Brasil. Na verdade, ficou constatado que houve um descuido da formulação do Tratado Binacional. Então, será feito um adendo, definindo o normativo tributário. A bancada federal deverá encaminhar ao Senado para aprovação urgente da modificação do texto. Mas, as obras não ficarão prejudicadas”, informou Zeca.

A ponte sobre o Rio Paraguai vai ligar o município de Porto Murtinho à cidade paraguaia de Carmelo Peralta. A proposta de aditivo também tratará de migração, uma vez que as obras exigem a facilitação da migração dos trabalhadores brasileiros ao Paraguai e do Paraguai para o Brasil.

De acordo com o Ministério de Obras Públicas e Comunicações do Paraguai, cerca de 180 trabalhadores estão envolvidos diretamente na obra. A Rota Bioceânica é um corredor rodoviário com extensão de 2.396 quilômetros que ligará os oceanos Atlântico e Pacífico, partindo do Brasil e chegando aos portos de Antofagasta e Iquique, no Chile, passando por Paraguai e Argentina.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *