25/04/2024 - Edição 540

Legislativo

Consciência Negra: Entrega Troféu Zumbi dos Palmares reforça combate ao racismo

Especial da ALEMS intensifica combate ao racismo

Publicado em 25/11/2022 12:56 - Semana On

Divulgação ALEMS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Não basta ser contra o racismo, precisamos ser antirracistas. Esta necessidade ficou evidente durante a noite do último dia 18, Dia Nacional do Combate ao Racismo e noite de entrega do Prêmio Zumbi dos Palmares, em sessão solene na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS). O evento, proposto pelo deputado Amarildo Cruz (PT), entregou a honraria a 24 personalidades, em reconhecimento àqueles que lutam contra a discriminação e pela promoção da igualdade social.

A entrega do Prêmio foi instituída na Casa de Leis por meio da Resolução 36/2009, de autoria de Amarildo. “Essa é a oitava edição e cada vez mais começamos a ver os efeitos positivos que o movimento negro, que se iniciou lá na década de 80, teve no avanço da consciência da negritude e das discussões profundas. Por que os negros continuam ser a maioria nos bolsões de miséria? A luta para criação de cotas, por exemplo, fez avançar. Se nós queremos ter justiça social, um país menos desigual, precisamos de políticas de ações afirmativas. Nos últimos anos o racismo encontrou eco. Temos muitos desafios pela frente e é um prazer para todos nós dar esse Prêmio para homenagear quem de verdade luta por um mundo mais justo”, discursou o deputado Amarildo Cruz.

Como parte da composição da mesa, o juiz de Direito Fábio Esteves, que preside o Fórum Nacional de Magistrados Negros do Brasil, discursou. “Se a luta nos parece um tanto difícil, eventos como esse fazem ver que estamos no caminho certo. Hoje a população é 57% preta e parda, mas ainda tem todos os números desfavoráveis. Eu uso a minha profissão para mostrar que os direitos são válidos a todos e a luta não é só das pessoas negras”, disse o juiz, que é homenageado por indicação do deputado Pedro Kemp (PT).

Todos os 24 deputados puderam indicar homenageados. Além de Amarildo Cruz e Pedro Kemp, também participaram da solenidade de hoje o deputado estadual Paulo Duarte (PSD) e diversas autoridades. A noite contou ainda com três apresentações musicais: de Antero Sena Filho, do grupo Amizade Deu Samba e do Projeto Livres, com crianças do bairro Aero Rancho. A cantora e maestra do grupo mirim, Rosângela do Nascimento, contou durante a apresentação que um dos alunos já foi parado cinco vezes pela Polícia Militar durante o trajeto de quatro quadras de sua casa até o projeto. “Ele é apenas um garoto de 11 anos e já vive isso. Temos outro aluno que sofre racismo dentro de sala de aula e a escola ainda está trabalhando o caso. Nós temos pressa. A sociedade precisa olhar para nós pelo que somos. Nós existimos e resistimos”, reforçou.

ALEMS ANTIRRACISTA

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul relançou a página especial ALEMS Antirracista, um projeto multimídia, produzido pela Secretaria de Comunicação Institucional, que reúne materiais em prol da igualdade racial e pelo combate ao preconceito e a discriminação. Acesse gratuitamente clicando aqui.

Todas as leis aprovadas ao longo de 11 Legislaturas estão reunidas na página especial, que traz também textos, fotos, infográficos, vídeos e áudios com a valorização do negro. O destaque é o Banco de Talentos de pessoas negras e pardas de Mato Grosso do Sul, em que é disponibilizado à imprensa local e nacional como uma rica lista de fontes. Se você é artista da música, do artesanato, das artes plásticas, literatura ou dramaturgia, entre em contato com ALEMS e seja incluído também – WhatsApp do Legislativo 67 3389-6393.

Também com a chegada das comemorações do Dia da Consciência Negra, em 20 de novembro, data em alusão à morte de Zumbi dos Palmares, líder no combate à escravidão no Brasil, o projeto ALEMS Antirracista – lançado em 2021 e atualizado em 2022 –  traz ainda conteúdo dos aspectos históricos e conceituais do racismo estrutural e um e-book infanto-juvenil, com uma história ilustrada, a qual mostra os danos do racismo e da segregação. O livro, produzido por servidores da Casa de Leis, pode ser acessado gratuitamente aqui.

“Nossa obrigação, enquanto parlamentares, é trazer esse debate para o centro do Poder Público e firmar um compromisso por uma cultura antirracista”, destaca o presidente da ALEMS, deputado Paulo Corrêa (PSDB). No material também é possível ver a entrevista com o deputado Amarildo Cruz (PT), representatividade negra desta 11ª Legislatura.

Servidores negros da ALEMS foram convidados a fazer uma reflexão por um mundo antirracista e os vídeos estão disponíveis na página. Também há uma seção dedicada à compilação das principais ideias do livro “Pequeno Manual Antirracista”, da filósofa e ativista Djamila Ribeiro. Para saber mais sobre a criação e desenvolvimento da página ALEMS Antirracista, ouça o episódio do podcast da Casa de Leis, clicando neste link.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *