01/03/2024 - Edição 525

Legislativo

Assembleia pode ganhar memorial

Publicado em 25/08/2017 12:00 -

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Com a intenção de preservar a história da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, criada em 1979, dois anos depois da divisão do Estado do Mato Grosso, o 2º secretário da Casa, deputado estadual Amarildo Cruz (PT) sugeriu a criação do "Centro de Memória, Documentação e Referência da Casa de Leis". O objetivo é reunir, sistematizar, divulgar e preservar a documentação produzida, histórica e contemporaneamente, pelo Parlamento Sul-Mato-Grossense ao longo dos anos.

"Esse centro será o guardião definitivo e intransferível de todo o acervo documental produzido pela Assembleia Legislativa do nosso Estado ao longo desses 38 anos, que por sinal é muito rico. É uma maneira simples, mas indispensável para preservar a memória institucional desta Casa de Leis, que há quase quatro décadas tem muita história para contar", pontuou o deputado.

O parlamentar ressalta que o patrimônio de um povo não está ligado apenas ao material, mas é composta por sua história, costumes e cultura, que juntos formam sua identidade. "O conjunto desses elementos é que formam a herança histórica de um povo, resultando em uma identidade única da sociedade. A Assembleia Legislativa faz parte da história de Mato Grosso do Sul e precisa ter sua trajetória preservada para que gerações futuras tenham acesso às essas informações, como fonte de pesquisa e conhecimento”.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *