01/03/2024 - Edição 525

Entrevista

Comandante da Guarda Municipal garante que, após capacitação, agentes estarão preparados para o porte de armas de fogo

Publicado em 07/06/2014 12:00 -

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A frente da Guarda Municipal de Campo Grande (MS) desde janeiro de 2013, o coronel Jonys Cabrera Lopes comanda 1300 homens e mulheres cuja missão primordial é proteger o patrimônio público. Com a criação das Bases Administrativas Regionais, a Guarda Municipal passará a estar presente de forma mais ostensiva na cidade, trabalhando juntamente com os conselhos comunitários de segurança e serviços de inteligência com o foco na prevenção.

 

Quais as mudanças ocorridas na Guarda Municipal neste ano?

A Guarda Municipal teve a ampliação de seu quadro de veículos, com o acréscimo de 14 motos e 14 carros a mais em sua frota, que estão sendo distribuídos em sete bases administrativas regionais. A valorização do Guarda Municipal com a regulamentação do bolsa alimentação e a criação do auxílio fardamento,  a execução do convênio do Centro de Desenvolvimento  de Pessoas da Guarda Municipal, que irá  capacitar seus agentes de forma continuada e sistemática.

O prefeito Gilmar Olarte tem sinalizado com a possibilidade de a Coordenadoria de Segurança se transformar em Secretaria. O que muda para Campo Grande?

Existe a possibilidade e a necessidade de Campo Grande, assim como a vontade do prefeito de prevenir a utilização de drogas. Com a criação da Secretaria, o atendimento à população será direcionado através de uma ação conjunta com as demais secretarias no processo de prevenção e combate as drogas, utilizando a filosofia de Policiamento Comunitário, nas ações desenvolvidas pela Guarda Municipal junto à população de Campo Grande e os demais envolvidos.

Qual a expectativa com a implantação do sistema de videomonitoramento no centro?

Com a distribuição das 22 câmeras na área central a população contará com o centro de controle operacional, que possibilitará um atendimento mais amplo e na prevenção de ocorrências na região atendida, por meio do aumento da capacidade de vigilância com a identificação de infratores, assim como inibir atos criminosos e auxiliar os órgãos de Segurança pública a elucidar os crimes e delitos ocorridos na região central.

Com a distribuição das 22 câmeras na área central poderemos identificar infratores, inibir atos criminosos e auxiliar os órgãos de segurança pública.

Como irão funcionar as Bases administrativas?

As Bases Administrativas Regionais da Guarda Municipal foram criadas com a finalidade de descentralizar as ações do Comando Geral da GM, de cunho administrativo, como estabelece o decreto que a criou. isso significa que a disposição das sete microregiões de Campo Grande terá uma extensão do seu comando. É preciso descentralizar, haja vista que a Guarda atualmente possui um efetivo de mais de 1300 agentes.

A sociedade terá a presença da Guarda Municipal em sua região através da Base Administrativa, onde as escolas, Ceinfs, entre outros órgãos públicos, bem como o morador da região terá a proximidade de mais uma força auxiliar na segurança pública, nas participações de reuniões dos conselhos, como já ocorrem, ressaltando que a mesma é uma base administrativa, as ações operacionais, são recebidas pelas bases, porém executadas pelo comando da GM, através da Divisão de Operações, do Centro de Controle Operacional e futuramente através da vigilância monitorada do Centro de Controle Integrado.

Em curto prazo, o que podemos esperar da Guarda Municipal?

Estamos trabalhando para que a Guarda Municipal ocupe os espaços que a ela pertence, sendo parceira das demais instituições de segurança pública, com seus agentes capacitados, atuando juntamente com os conselhos comunitários de segurança nas regiões da capital, trabalhando com serviços de inteligência, com o foco na prevenção, mais próxima do cidadão campo-grandense. O planejamento estratégico de toda e qualquer instituição, e isso deve ser ressaltado, depende dos investimentos que serão aplicados, para garantir os serviços de qualidade à população visando a segurança desde o sua área central até a região dos bairros. 

Recentemente o prefeito concedeu o auxilio fardamento, como funciona?

Serão sete parcelas de R$ 80, finalizadas em dezembro com o total de R$ 560, que possibilitará ao Guarda Municipal a aquisição do fardamento completo, conforme o regulamento específico, que será publicado no mês de julho. Esse auxílio, nunca concedido antes, ampliará a escolha e o suporte para o guarda adquirir o que é necessário para o seu fardamento priorizando o que lhe é mais urgente.

É preciso descentralizar, haja vista que a Guarda Municipal atualmente possui um efetivo de mais de 1300 agentes.

Como a Guarda Municipal de Campo Grande está se preparando para se adequar à lei que permite que os guardas municipais portem armas de fogo?

Em breve será lançado um edital para a seleção visando a capacitação e formação de 150 Guardas Municipais pelo o convênio com a SENASP/MJ e 100 Guardas Municipais pelo Executivo Municipal. Será feita a licitação para contratação de uma empresa de segurança para a formação, além de convênio com o executivo e a Polícia Federal para o porte de armas.

Os Guardas Municipais estão preparados tecnicamente e psicologicamente para portarem armas de fogo?

Após passarem pelo treinamento e capacitação, sim.

Há quem diga que a Guarda Municipal extrapola sua função, que é a de proteger o patrimônio público. Qual a sua análise?

Já existem normativas que ampliam as funções da Guarda Municipal. É justamente por esta ampliação que estamos trabalhando para investir na instituição e em seus agentes, fato já evidenciado como ato do legislativo da capital que recentemente aprovou este poder como policia administrativa, atuando no Meio ambiente e garantindo a segurança, em conjunto com a Polícia Militar e a Policia Civil, dos munícipes. A Guarda Municipal é responsável hoje por bens públicos, serviços e atendimento aos munícipes.

O que falta para a Guarda Municipal de Campo Grande atinja uma estrutura ideal de equipamentos e pessoal?

Com a execução dos cursos planejados para este ano – e é importante salientar que esta capacitação é continuada, pois a criminalidade é mutável e capacitar, preparar seus agentes – e a dotação de equipamentos, consideramos que é possível combater a criminalidade nas proximidades de escolas e centro de educação infantil, implantar as sete bases administrativas da Guarda Municipal de Campo Grande com a estruturação das mesmas, aproximando a Guarda da comunidade.

Com a política de policiamento comunitária estamos ganhando cada dia mais a proximidade ao ideal, mas sempre buscando inovar e capacitar mais ainda o guarda municipal para atender a população. É de suma importância continuar a firmar convênios e investir em tecnologia, em equipamentos de proteção individual e investir na valorização do seu agente, seja no intelecto e nas ações operacionais.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *