24/05/2024 - Edição 540

True Colors

Nas Ruas de São Paulo

Publicado em 06/03/2015 12:00 - Guilherme Cavalcante

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Lembra que há cerca de um ano a True Colors trouxe grafites belíssimos pelas ruas de Paris com as queens da sexta temporada de Rupauls Drag Race? Adivinha só, o artista Rafael Suriani decidiu desta vez colorir as ruas de São Paulo com as participantes desta sétima temporada (que a propósito, estreou na última segunda-feira, nos EUA, no canal LogoTV).

As fotos que você vê na galeria foram tiradas da fanpage oficial do artista no Facebook e não estão na melhor qualidade, mas no site oficial você confere outros trabalhos e até pode adquirir por precinhos módicos alguns pôsteres e desenhos em edição limitada.

Em tempo: Suriani foi um dos responsáveis pela decoração (com arte, claro) da última edição da festa Priscilla, em São Paulo, que contou com as presenças de Latrice Royale, Alaska e Milk (que esteve em Campo Grande semana passada). As fotos dos trabalhos você pode conferir na fanpage do artista.

Amor não tem rótulos

Uma campanha nos Estados Unidos deu o que falar esta semana nas redes sociais. Intitulada “The Love Has No Labels” (O amor não tem rótulos), a iniciativa tem o objetivo de nos desafiar a desenvolver um novo e tolerante olhar quanto às diferentes formas de amar, que no mundo normativo são cobertos por preconceitos (por exemplo, amor homoafetivo, interracial, de pessoas idosas).

A ideia é mostrar que o amor é amor, independente dos atores envolvidos, o que certamente ficou óbvio com a maneira que os envolvidos encontraram para nos sensibilizar. Clique no vídeo acima e confira. Para conhecer mais da campanha clique AQUI.

Gênero e sexualidade na UFMS

A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), por meio do Laboratório de Estudos sobre Violência, Gênero e Sexualidade (LEVS) promove no mês de maio (dias 20, 21 e 22) o II Simpósio de Gênero e Sexualidade (Sigesex).

Este ano, o evento traz como tema “Corpos vigiados e a laicidade do estado”, que pretende discutir, por meio de conferências, mesas redondas, grupos de trabalho, curtas-metragens e outras atividades culturais, questões de gênero e sexualidade e implicações legais na interferência da religião na garantia de direitos humanos fundamentais e políticas públicas para grupos em vulnerabilidade.

A participação é gratuita e também proporciona a inscrição de artigos acadêmicos, atividades culturais e vídeos de curta-metragem. Para outras informações, acesse.

Derrubou!

O veto do Executivo municipal ao projeto de lei que permitirá a utilização de nome social por parte da população Travesti e Transexual em Campo Grande finalmente caiu por terra!

Na Câmara, a maioria dos vereadores, 19 ao todo, votou contra a decisão da prefeitura. Somente parte da bancada evangélica da Casa de Leis foi a favor da manutenção do veto. Seguem os nomes, para você não votar NUNCA neles: Magali Picarelli (PMDB), Herculano Borges (SD), Flávio César (PTdoB), Alceu Bueno (PSL) e Gilmar da Cruz (PRB).

O projeto deve voltar à prefeitura para sanção, mas em caso de outro veto, poderá ser promulgado pelo presidente da Câmara dos Vereadores. Vamos aguardar.

Leia outros artigos da coluna: True Colors

Victor Barone

Jornalista, professor, mestre em Comunicação pela UFMS.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *