23/05/2024 - Edição 540

Ogroteca

Gamer no tablet?

Pritom Tab 8 se mostra como alternativa acessível

Publicado em 02/05/2024 10:59 - Fernando Fenero

Divulgação

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Imagine que você tem um orçamento bem curto, e está partindo do zero com objetivo de jogar a maior variedade de títulos possíveis. Sem TV, sem monitor, sem nada… o zero absoluto como Hyoga de Cisne na casa de Aquário contra seu mestre Camus.

Um computador exigiria algum conhecimento prévio técnico e prático, o videogame não exigiria isso, mas o preço também não é dos melhores principalmente nos jogos, então o que resta?

E se te disser que existe um tablet baratinho que quebra um baita galho, e apesar de oferecer a ideia de usar para jogar, ele ainda sim é uma boa plataforma para consumir vídeo e música e leitura de livros digitais, mangás e quadrinhos?

Estou falando do Pritom Tab 8 Plus, e deixo claro que não se trata de conteúdo patrocinado, nem análise feita por encomenda. Comprei e usei três aparelhos da marca, com recursos próprios e testei tudo o que vou falar por aqui, e a partir de agora, considere que o valor do aparelho adquirido em sites varejistas chineses é de R$150 a R$250, dependendo de fatores como valor do dólar, descontos e promoções.

Analisando o aparelho pelo hardware, vemos uma tela IPS de 8 polegadas de 1280×800, com qualidade média, a carcaça de plástico está disponível nas cores branca, rosa, azul e cinza. Por dentro, um processador Quad-Core Allwinner A532 de 1.8GHz, com 4GB de RAM expansível para 8GB e armazenamento interno de 64 GB com opção de cartão micros de até 1TB.

Hardware modesto, mas ainda sim muito abaixo do valor, e funcionando em cima de um Android 13 puro, sem uma gota de bloatware ele funciona igual a um foguete. Mudar a launcher dele é um desafio por questão de compatibilidade, mas um usuário avançado conseguiria melhorar ainda mais essa fluidez fazendo isso.

O Tab 8 ainda tem uma câmera traseira de 8MP e uma frontal de 2MP, mas sinceramente, é para fazer leitura de um QR Code, qualquer coisa além disso é decepcionante (ou não, vamos lembrar do valor dele). Seu carregamento é via USB tipo C de 5 volts então tome cuidado com carregadores turbo e afins, e sua bateria é de 5000mAh, promete 10 horas de uso moderado, mas vos digo em verdade que sofre para chegar na terceira hora de uso antes de precisar ficar grudado na tomada de novo.

Mas comecei isso tudo falando de jogos, então vamos aos testes: rodou bem TMNT: Shredders’s Revenge (o briga de rua das tartarugas que nem no app Netflix), BrawlStars da Supercell, e impressionantemente rodou muito bem o Xbox Game Pass, ainda que para isso, é interessante colocar ele ligado no carregador e próximo de uma boa conexão de internet.

Na prática, significa que você pode jogar títulos novos como alguém que investiu pesado em seu setup, mas aconselho que a experiência seja feita com o pareamento de um controle bluetooth.

Emuladores também funcionam bem por aqui, Atari, Famicon\Nintendo (Nintendinho e seus clones), Master System, Mega Drive, PC Engine, Game Boy Color, Game Boy Advanced, e até mesmo Playstation e Nintendo DS, e nesse ultimo a experiência fica bem interessante deixando a tela divida em modo retrato, podendo usar o touch da tela e controles físicos por bluetooth, deixando a experiência até muitas vezes melhor que no hardware original.

Além disso tudo, ele vai rodar bem aplicativos de streaming como Netflix, Amazon Prime Video, Paramount, Youtube, Pluto TV e os apps alternativos como Stremio. Aqui a autonomia não ajuda, mas dá pra assistir alguma coisa entre duas e três horas, e se precisar mais que isso é só colocar pra carregar ou andar com um powerbank.

Autonomia inclusive é seu principal defeito, ele consome bastante mesmo com a tela desligada, então fui surpreendido com o fato de pegar para usar, e perceber ele totalmente descarregado. Manter o aparelho desligado, e só ligar quando uso tem resolvido isso.

Pelo sucesso que o aparelho tem feito na web, provavelmente vai pintar alguma custom rom em breve que vai auxiliar nessa dosagem de desempenho com relação a bateria, e eu torço muito por isso.

Por fim, o Tab8 não faz milagres, não pode ser comparado com aparelhos que custam dez vezes mais, mas pode te atender bem. Indico para quem quer usar como leitura de quadrinhos e livros, e para quem quer jogar e está querendo gastar pouco. O aparelho da Pritom pode ser encontrado na Aliexpress, e no fim de Abril de 2024 o preço variava de R$190 a R$240, comprando na Remessa Conforme você paga mais um cascalhinho para o Estado, o frete, mas recebe o produto em casa sem maiores dores de cabeça.

FERNANDO FENERO

Fernando é desenvolvedor de softwares e profundo conhecedor da cena geek nacional.

 Redes

Leia outros artigos da coluna: Ogroteca

Fernando Fenero


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *