28/02/2024 - Edição 525

Ponte Aérea

De covardes e mal-intencionados

Publicado em 10/01/2022 12:00 - Raphael Tsavkko Garcia

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Casamento entre pessoas do mesmo sexo, aborto e legalização da maconha (medicinal). Três temas em que não cabe "opinião popular" e sim ouvir especialistas e respeitar os direitos humanos.

Nenhum dos temas afeta ninguém além das pessoas diretamente envolvidas e não interessam a ninguém mais. "Ah, mas democracia…" Não é vontade de maioria apenas. É também respeito às minorias (e isso vale pra opiniões). Existem freios para a vontade da maioria e para a garantia do direito de minorias.

O apoio ao casamento entre pessoas do mesmo sexo e aborto ter caído em meio a um governo fascista não surpreende – assim como o fato da oposição dita de esquerda pouco ou nada tratar dos temas (em especial aborto) pra não desagradar os fundamentalistas.

Governos influenciam na opinião popular – e nesse aspecto o governo Bolsonaro foi bem sucedido, ao passo que governos do PT foram diversas vezes covardes em relação a esses e outros temas importantes ligados aos direitos humanos e saúde coletiva.

Existem temas que são civilizacionais e não se pode abrir mão ou recuar, não importa quem seja preciso "agradar" pra conseguir votos.

No fim só mostra inconsistência e covardia – e entrega de pautas e abandono dos direitos humanos.

AQUI, NO TWITTER

Leia outros artigos da coluna: Ponte Aérea

Victor Barone

Jornalista, professor, mestre em Comunicação pela UFMS.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *