13/06/2024 - Edição 540

Campo Grande

Dia D contra gripe suína é neste sábado

Publicado em 23/04/2014 12:00 -

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Neste sábado (26), dia “D” da Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe suína (a gripe sazonal H1N1), a Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (Sesau) vai mobilizar 700 servidores para atender a população que vai comparecer aos postos que estarão funcionando das 7 às 17 horas. Além da rede de unidades básicas e centros regionais de saúde 24 horas, haverá postos de vacinação nos principais supermercados da cidade e na Praça Ari Coelho uma equipe da SESAU atenderá num trailler.

A abertura oficial da campanha será realizada na ESF Drª. Sonia Lydia Souza Wolf, localizada na Avenida dos Cafezais S/N – Jardim Macaúbas. O evento tem início às 8h, com apresentação de atividades culturais locais abertas ao público.

O Ministério da Saúde destinou para Capital 188 mil doses da vacina com a meta de se atingir 80% de cobertura vacinal, o que resultará na imunização de 150 mil pessoas. Conforme o Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização, em Campo Grande, deve ser vacinadas 19.568 crianças com até quatro anos de díade; 20.411 trabalhadores em saúde; 9.784 gestantes; 1.608 mulheres que tiveram filho até há 45 dias; 3.065 indígenas e 80.080 idosos. Ano passado, quando na somatória de todos os segmentos a cidade atingiu 88,07% da meta, foram vacinadas 16.365 crianças (83,44% da meta); 17.268 trabalhadores em saúde (98,50% da meta); 6.830 gestantes (69,81%); 1.517 puérperas (94,34%); 1.989 indígenas ( 51,84%); 72.952 idosos (91,10% da meta).

A meta do Ministério da Saúde é vacinar pelo menos 80% das 184 mil pessoas em Campo Grande. Neste ano, a faixa etária das crianças que podem tomar a vacina foi ampliada para entre seis meses e quatro anos. Também devem tomar a vacina nas unidades de saúde pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores de saúde, povos indígenas, gestantes, mulheres que acabaram de dar à luz (até 45 dias após o parto), presos e funcionários do sistema prisional. As pessoas portadoras de doenças crônicas não-transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais também devem se vacinar.

Acamados

No caso dos acamados, equipes estarão mobilizadas para fazer a imunização de pacientes em visitas domiciliares. O agendamento para esse atendimento deve ser solicitado pela Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica: 3314-3062.

Imunização

A vacina protege contra três subtipos do vírus da gripe (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). Em todo o país, serão 65 mil postos de vacinação, além de veículos terrestres, marítimos e fluviais que ajudarão a levar a vacina em locais onde não há posto de saúde.

A criação de anticorpos contra a doença ocorre entre duas e três semanas após a aplicação da dose e por isso a campanha de vacinação é marcada para antes do inverno, quando acontece a maior circulação da gripe.

De acordo com o Ministério da Saúde a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza.

Confira AQUI os locais de vacinação


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *