20/05/2024 - Edição 540

Campo Grande

Capital receberá investimento de R$ 828 milhões

Publicado em 04/07/2014 12:00 -

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico (Codecon) convalidou a concessão de incentivos fiscais para 10 empreendimentos e aprovou incentivo para o 11º, a construção da sede administrativa da empresa da Concessionária de Rodovia Sul-Mato-Grossense, que vai gerenciar, em regime de concessão, a BR-163 ao longo dos 847,2 quilômetros que a rodovia corta o Estado. Os empreendimentos que receberão incentivos (para alguns a Prefeitura vai doar as áreas), projetam investimentos no valor de R$ 828 milhões e geração de 1.038 empregos diretos.

Durante a reunião do Codecon, o diretor e da CCR MS Vias, Maurício Soares Negrão, concessionária que por 30 anos vai administrar o trecho sul-mato-grossense da BR-163, detalhou os investimentos que a empresa planejou par a rodovia. A concessão da CCR MS Vias vai se estender por 30 anos. Neste período, está previsto o recapeamento em toda a extensão dos 847,2 km da rodovia, com duplicação de 28,6 km.

Nos primeiros cinco anos, a CCR MS Vias promete investir R$ 3,4 bilhões, alcançando R$ 5,5 bilhões até o final da concessão. A previsão é que sejam gerados 4000 empregos diretos em todo Estado, sendo 245 iniciais em Campo Grande, onde funcionará a sede administrativa da empresa, que será construída no Polo Empresarial das Moreninhas (região Sul), numa área de 16 mil metros quadrados que a Prefeitura vai doar, além da isenção do ISSQN sobre a construção sobre as obras de duplicação da rodovia dentro do município.

Outros incentivos

Além da sede administrativa da CCR MS Vias, o Codecon aprovou incentivos fiscais para empreendimentos, como os da Ecorreverse, que prevê investimento de R$ 3,3 milhões na implantação de uma unidade que vai atuar na reciclagem de pneus usados e artefatos de borracha inservíveis, transformando-os em óleo, aço e gás.

O Exceler Plaza Hotel vai investir R$ 15,6 milhões na sua ampliação que vai passar de 6.6683,65 metros quadrados para mais de 15 mil , com a construção de 9.258,43 metros quadrados. O empreendimento terá redução de 50% do IPTU por cinco anos, isenção de ISSQN da construção, ampliando o benefício concedido pela gestão que foi um desconto de 50% no imposto. Foram aprovados incentivados para a Distribuidora de Alimentos Ikeda Ltda investir R$ 10 mil na construção da sua central de distribuição no polo Miguel Letteriello, com 20 mil metros quadrados de área construída.

O maior investimento está planejado pela LTH e Participações. São R$ 63,8 milhões para a implantação de uma indústria de cosmésticos, produtos de perfumaria e de higiene pessoal. As instalações terão 6.500 metros quadrados de área construída, com previsão de gerar 160 empregos. A Patena Indústria e Comércio de Resinas, projeta aplicar R$ 30 milhões na ampliação da sua fábrica de embalagens laminadas, polietileno e resinas.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *