18/05/2024 - Edição 540

Legislativo

Zeca do PT pede explicações ao Exército sobre morte de recruta em Bela Vista e reclamações de mães

O soldado Vinícius Ibañez Riquelme, de 19 anos, morreu na Santa Casa de Campo Grande

Publicado em 08/05/2024 1:24 - Midiamax

Divulgação ALEMS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O deputado Zeca do PT protocolou requerimento na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul para que o Exército Brasileiro dê esclarecimentos sobre a morte do recruta Vinicius Ibanez Riquelme, de 19 anos, que ocorreu no dia 27 de abril.

“O presente requerimento tem como objetivo dar resposta à sociedade sul-mato-grossense, principalmente à família do jovem soldado Vinícius Ibañez Riquelme, de 19 anos, que faleceu na Santa Casa de Campo Grande”, pontua em requerimento.

Além disso, o parlamentar pontua que há diversas reclamações de 180 mães de recrutas, que se uniram para denunciar que ao menos 89 soldados estiveram no mesmo treinamento e necessitaram de atendimento médico.

O requerimento é destinado ao CMO (Comando Militar do Oeste), General de Exército Luiz Fernando Estorilho Baganha, com cópia ao Comandante do 10º Regimento de Cavalaria Mecanizada de Bela Vista/MS, Tenente-Coronel Kenji Alexandre Nakamura. O pedido ainda deve ser analisado pelos deputados durante sessão.

Morte de recruta

Vinícius Ibanez Riquelme foi submetido a realização de atividades físicas durante um treinamento de campo com o grupo do 10º Regimento de Cavalaria Mecanizado de Bela Vista, a 324 quilômetros de Campo Grande. De acordo com informações, grave estado de desidratação teria afetado os rins dele. O soldado morreu na manhã de sábado (27) na Santa Casa da Capital.

Amigos e familiares de Vinícius, o recruta que morreu após o treinamento, denunciam que, entre as principais causas da morte do militar, além de um possível quadro de ‘desidratação’, estão ‘esforços exaustivos durante os exercícios físicos’, realizados em uma manobra militar.

“Não acredito que entreguei meu filho vivo para o Exército e recebo ele dentro de um caixão. Não é justo, quero justiça, isso não pode ficar impune! O Vini era um menino muito educado, meu companheiro, minha vida, e agora como fica minha vida?”, disse Mariza, mãe de Vinícius.

Militares internados

O Comando da 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada informou por meio de nota que dos 89 militares que procuraram atendimento médico após passarem mal em treinamento no Exército de Bela Vista, a 324 km de Campo Grande, três continuam internados, porém sem sintomas graves.

Conforme a atualização, até o último domingo (5) não existia mais militares internados em estado grave. A situação ocorre depois da morte do recruta Vinicius Ibanez Riquelme, de 19 anos, que ocorreu no dia 27 de abril.

Apesar do Exército citar infecção viral, a família de Vinícius denunciou que a morte ocorreu por um possível quadro de ‘desidratação’ e ‘esforços exaustivos durante os exercícios físicos’, realizados em uma manobra militar. O treinamento ocorreu em meio a onda de calor já anunciada antecipadamente pela meteorologia.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *