28/02/2024 - Edição 525

Legislativo

Nos 40 anos de MS Amarildo Cruz propõe desafios ao Estado

Publicado em 13/10/2017 12:00 -

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Mato Grosso do Sul comemorou seus 40 anos da divisão do antigo Mato Grosso uno. Na Assembleia Legislativa, deputados fizeram reflexões sobre a situação social e econômica do Estado, e propuseram desafios para os próximos 40 anos.

O deputado Amarildo Cruz (PT) relembrou quando veio de Presidente Epitácio (SP) construir a vida no recém criado Estado, ao ser aprovado em concurso público aos 18 anos. “Agarrei aquela oportunidade, porque sabia que aqui era um local pujante, com localização estratégica ao lado de cinco estados [PR, SP, MG, GO, MT] e dois países [Bolívia e Paraguai], com uma diversidade cultural e grande potencial de crescimento com duas bacias que cortam, a do Rio Paraná e do Rio Paraguai, sob o Aquífero Guarani, com relevo e climas favoráveis à produção. Enfim, que estado tem toda essa vocação de desenvolvimento?”, questionou o 2º secretário da Casa de Leis.

Para que todo o potencial do Estado seja utilizado, Amarildo Cruz afirmou ser preciso um plano de gestão pública que trace estratégias de desenvolvimento sustentável, com ações qualificadas que harmonizem todas as regiões. “E lanço aqui um desafio, que nos próximos 40 anos possamos comemorar que todo cidadão que more aqui tenha teto digno, saúde e educação e também que possamos resolver a situação da população indígena”, destacou.

O deputado João Grandão, líder do PT na Assembleia Legislativa, também parabenizou os 40 anos do Estado. “Há 35 anos cheguei aqui, com muito orgulho me firmei nessa terra. Entendo que podemos efetivar todo o potencial com as políticas dos Fundos específicos de desenvolvimento, a exemplo do FCO [Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste]. Destaco a política de desenvolvimento dos governos do PT, que possibilitaram a inclusão social e a efetivação da cidadania”, afirmou.

Eduardo Rocha, líder do PMDB na Casa de Leis, disse que o Estado nasceu para ser modelo. “Somos uma terra que nasceu para ser espelho, ser rica e forte. Em poucos meses fomos um dos únicos com crescimento em número de empregos, mesmo em meio à crise. Estamos passamos por ela, mas mostramos austeridade do Governo junto à Assembleia com a aprovação de projetos que pudessem apoiar o desenvolvimento do Estado”, ressaltou.

Os deputados Junior Mochi, presidente da Casa de Leis, e Zé Teixeira (DEM), 1º secretário, também parabenizaram o Estado. “A divisão foi boa tanto para Mato Grosso, quanto para Mato Grosso do Sul. Para nós diversificou a economia, construímos uma identidade própria e somos um dos que mais crescem, à mercê da divisão. Não tenho dúvida que já somos dos melhores estados e em dez ou 15 anos estaremos na ponta do país”, disse Mochi.

Zé Teixeira concordou. “Lembro como se fosse hoje. Eu já morava aqui e participei da divisão. É um estado produtivo e que tem dado muitas glórias ao país. Estamos nos melhores índices de desenvolvimento e sinto orgulhoso de ter participado dessa jornada. Com o tempo, aqui será melhor estado para se viver”, finalizou.

A TV Assembleia reproduziu um vídeo em homenagem aos 40 anos do Estado, confira clicando aqui


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *