21/05/2024 - Edição 540

Legislativo

Matéria determina que empresas notifiquem o usuário para interrupção do serviço

O projeto apresentado pelo deputado Paulo Duarte protege os direitos dos consumidores sul-mato-grossenses

Publicado em 19/04/2024 1:45 - Semana On

Divulgação ALEMS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O Projeto de Lei 82/2024, de autoria do deputado Paulo Duarte (PSB), obriga as empresas prestadoras de serviço público no Estado de Mato Grosso do Sul a expedir notificação prévia ao usuário ao realizar vistoria ou manutenção técnica com interrupção do serviço.

A notificação prévia ao usuário deverá ser feita com antecedência mínima de 72 horas da data da realização da vistoria ou manutenção, por escrito, específica e com entrega comprovada, ou, por meio de mensagem eletrônica, contendo a data, horário e local da realização da vistoria ou manutenção, período da interrupção do serviço e justificativa

Essa medida tem o objetivo de garantir a proteção de defesa do consumidor, na forma do artigo 5º, XXXII da Constituição Federal e das disposições da Lei 8.078, de 11 de setembro de 1990. O não cumprimento da notificação prévia acarretará em sanções previstas no artigo 56 do Código de Defesa do Consumidor às empresas.

“Em razão de diversas reclamações de consumidores que tiveram o fornecimento de serviço essencial interrompido, sem terem sido previamente informado da referida suspensão. O Projeto de Lei é de grande relevância para a população sul-mato-grossense e possibilita aos consumidores, ao terem conhecimento da interrupção de um serviço essencial, tomar medidas para diminuir os transtornos causados pela ação”, justificou Paulo Duarte.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *