25/02/2024 - Edição 525

Legislativo

Entidades sociais pedem apoio dos vereadores para receberem repasses atrasados

Publicado em 31/03/2016 12:00 -

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A presidente do Fórum Entidades de Campo Grande, Sueli Gomes esteve nesta semana na Câmara Municipal para cobrar a liberação dos recursos para as entidades assistenciais da Capital, que estão desde de janeiro sem receber a verba repassada mensalmente pelo Executivo.

A convite do vereador Otávio Trad, Sueli destacou em Plenário que as entidades campo-grandenses de assistência social estão sofrendo com a ausência do repasse, que é primordial para manter as entidades em funcionamento.

“Sabemos que tem um tramite, precisa de dotação orçamentária, mas aprovando isso agora, não vamos receber em abril, só em maio. A gente não pode receber só em maio, precisamos sair daqui com uma definição, temos que receber janeiro, fevereiro e março, se recebermos só em maio vamos morrer, muitas ongs vão fechar”, revelou Sueli.

Sobre a questão, o presidente da Casa de Leis, vereador Prof. João Rocha destacou que o Legislativo tem feito de tudo para atender as necessidades das entidades. “Temos feito tudo que o prefeito tem nos solicitado. Temos demonstrado boa vontade e não vamos protelar as questões legais, estamos aqui para fazer cumprir leis, mas para fazer precisamos de respaldo. Temos que incorporar ao Orçamento 2016 os recursos de superávit de 2015”, afirmou.

Para João Rocha, há recursos disponíveis, e as entidades já deveriam ter sido atendidas pela Prefeitura. “Exigiu-se que se mandasse uma lista, um novo projeto. Até este momento a Prefeitura não tomou nenhuma atitude. Essa Casa não vai ficar a reboque da vontade do prefeito e jogar nas nossas costas, algo que não é da nossa competência, algo que é decorrente da incompetência e falta de planejamento dessa administração municipal. Estamos fazendo de tudo para que vocês recebam esses recursos de superávit e possam ter mais recursos além do que está previsto e possam atender melhor aqueles que mais precisam. Vamos fazer tudo dentro da lei, para que as dotações aprovadas aqui não sejam suspensas ou canceladas posteriormente. Vamos tomar as providências, sim, para atender a necessidades de vocês”, disse o parlamentar.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *