13/04/2024 - Edição 540

Ecologia

Toyota lança novo Corolla no Brasil

Publicado em 12/03/2014 12:00 -

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Toyota apresentou em Campinas (SP) – no último dia 11 – seu principal lançamento de 2014 no Brasil: a nova geração do Corolla. Modelo mais vendido da marca, ele chega com design e cabine completamente reformulados, os mesmos motores 1.8 (139 cavalos com gasolina /144 cv com etanol) e 2.0 (143/154 cv), inédito câmbio CVT de sete marchas e mais equipamentos. O carro será chamado de 2015 porque o Corolla 2014, vendido desde o ano passado, é ainda o da geração anterior.

Entre itens de série estão direção elétrica, volante multifuncional, ar-condicionado com controle manual, chave-canivete, computador de bordo com seis funções (consumo médio e instantâneo, indicador para economia de combustível -EcoDrive-, autonomia, velocidade média, tempo de percorrido, controle de iluminação do painel e temperatura externa), coluna de direção com regulagem de altura e profundidade, odômetro e relógio digital, sistema de som com conectividade USB para iPod e similares e Bluetooth, farol de neblina, vidros e retrovisores com acionamento elétrico.

A versão XEi tem ar-condicionado é automático digital, velocidade instantânea em formato digital no computador de bordo, o acionamento dos vidros elétricos por um toque nas quatro portas, controle de velocidade de cruzeiro, retrovisor interno eletrocrômico. Há ainda bancos traseiros bipartidos, com descanso de braço central e porta-copos. A partir dessa versão intermediária, o sistema multimídia conta com reprodução de DVD e sinal de TV digital na tela de 6.1 polegadas.

Topo de Linha

A versão topo de linha Altis inclui luzes auxiliares em LED, partida sem chave, ajuste elétrico para o banco do motorista, retrovisores externos eletrorretráteis e acendimento automático dos faróis.

Entre equipamentos de segurança estão 5 airbags nas versões GLi e XEi (dois frontais, dois laterais nos bancos dianteiros e um de joelho para o motorista), sistema Isofix (mais prático) para cadeirinhas e freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem (EBD). A versão Altis inclui mais dois airbags, do tipo cortina.

Sem tanquinho

O Corolla passa a adotar um sistema de partida a frio que dispensa o reservatório de gasolina, o chamado "tanquinho". No dispositivo da Toyota, os bicos injetores são dotados de um sistema que preaquece o etanol no momento da partida, quando o motorista vira a chave de ignição (GLi e XEi) ou aperta o botão de partida (Altis).

Arquirrival do Corolla, o Honda Civic passou a dispensar o "tanquinho" nas configurações top no ano passado, quando incorporou o motor 2.0. No Corolla, no entanto, o recurso vale para todas as versões.

Baseado no europeu

Quando apresentou a 11ª geração do Corolla, em junho do ano passado, no exterior, a Toyota manteve em segredo qual visual adotaria para o modelo nacional: o mais esportivo americano, ou o mais conservador europeu – que, de acordo com o último flagra do modelo recebido pelo G1, foi o escolhido para o nosso mercado.

Basicamente, mudam faróis, grade (cromada, mais proeminente) e parachoque, e na traseira as lanternas também são diferentes, sendo as do modelo europeu (e brasileiro) maiores. O interior também muda sensivelmente, com elementos (volante, painel e console) que remetem ao RAV-4.

Além do desenho renovado, o novo Corolla ficou maior: 4,63 m de comprimento (99 milímetros a mais), 1,76 m de largura (16 mm a mais), 1,45 m de altura (10 mm a menos) e 2,70 de entre-eixos (100 mm a mais).

Liderança

Desde 2007 Corolla e Honda Civic se alternam na liderança do segmento de sedãs médios, com vantagem para o Toyota, campeão de vendas em 2009, 2010, 2011 e 2012 (o Honda ficou com o "trono" em 2007, 2008 e 2013).

Além do Civic (que até o final deste ano receberá discretas atualizações), o Corolla enfrentará uma concorrência renovada, formada por Nissan Sentra, Citroën C4 Lounge e Ford Focus Sedan – Chevrolet Cruze e Volkswagen Jetta, sem novidades recentes, atualmente correm por fora.

Segurança

Pouco tempo após seu lançamento mundial, o Corolla foi parar nos testes do Euro NCAP, entidade que realiza testes de segurança independentes com veículos vendidos na Europa. O resultado foram 94% de segurança para os ocupantes adultos, 82% para crianças e 67% na proteção de pedestres. No quesito segurança auxiliar, o índice foi de 66%.

Já nos EUA o modelo não foi tão bem. Um mês após os testes do Euro NCAP, o Insurance Institute for Highway Safety (IIHS, entidade similar dos EUA), considerou o desempenho do novo Corolla apenas “marginal”, com estrutura “pobre” e espaço do motorista “seriamente comprometido”. Assista no vídeo ao lado.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *