24/05/2024 - Edição 540

True Colors

Pedra no sapato

Publicado em 21/01/2016 12:00 - Guilherme Cavalcante

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Um vídeo do deputado Jair Bolsonaro (PP), que voltou a repercutir bastante nas redes sociais nas últimas semanas, conseguiu finalmente atingir o objetivo, que era justamente desestabilizar as políticas de inclusão e diversidade do Ministério da Educação. Na última semana, o MEC tirou do ar um vídeo de educação sexual hospedado no Portal do Professor desde março de 2009.

O vídeo nada tem de sexualmente estimulante, isso é pura balela do deputado que só está no poder por sua agenda conservadora. Na verdade, a produção estimula o reconhecimento e superação dos preconceitos, é conteúdo construtivo e cidadão, e nada tem a ver com o 'kit gay' a que o deputado menciona.

(Em tempo: a revista Nova Escola fez um post perfeito sobre o assunto. Na maestria do discurso deles, só me resta colar o link AQUI].

O grande problema nisso tudo é ver o governo federal ceder diante das denúncias falaciosas dos segmentos conservadores do legislativo – Bolsonaro afirmou que o MEC têm política 'gayzista' de estimular crianças com idade entre 9 e 10 anos a fazer sexo. O vídeo ainda está disponível no Youtube, no canal do Grupo Pela Vida – São Paulo. Confira abaixo e veja o quão doente esse senhor é:

Sinceramente, espero MUITO que esse senhor saia presidente em 2018. Assim ele perde as eleições lindamente e ainda fica sem mandato de deputado. Eta pedra no sapato, gente! Tá na hora de darmos um recado para ele. Nas urnas!

 

Novidade no pedaço

E em meio a tanta lama, a TV Brasil anunciou o lançamento o primeiro programa de entrevistas LGBT da TV aberta, que será o primeiro talk show do tema, segundo a colunista Patrícia Kogut. A estreia está marcada para logo após o Carnaval, quando o programa "Estação Plural" trará a produção de entrevistas comandada por um gay, uma lésbica e uma transexual.

Cereja do bolo: os apresentadores serão o jornalista Fernando Oliveira, conhecido como Fefito; a cantora Ellen Oléria, vencedora da primeira edição do "The Voice Brasil"; e Candy Mel, vocalista da Banda Uó, que é transexual. Vale a pena aguardar a estreia!

 

Para balançar o esqueleto

O Carnaval está quase aí e, claro, já dá para esquentar os tamborins. E quem promete divas nesse festejo é ela, a rainha dos monstros, Lady Gaga, que depois de lançar diversos álbuns pop, ganhar diversos prêmios (inclusive um Globo de Ouro), lançar um álbum de jazz e ser indicada ao Oscar, decidiu aproveitar o clima de carnaval e se jogar de cara nesse ritmo tipicamente brasileiro: o axé!

Isso mesmo!

No CD Born to Axé a mother monster traz todo o seu gingado e faz parcerias maravilhouses com diversos cantores nacionais: tem Daniela Mercury, tem Netinho, tem Banda Mel, Banda Eva, Olodum, Asa de Águia e até É o Tchan! Confira abaixo uma "palhinha":

Se quiser baixar o álbum completo, basta clicar AQUI.

 

Mais diversidade em RPDR

Nem estreou ainda a oitava temporada e já temos uma bomba, daquelas de deixar a gente zonzo e torcendo pelo happy ending. Jiggly Caliente, uma das draga da quarta temporada, assumiu-se como mulher trans em processo de transição. Agora, ela utiliza o nome Bianca Caliente e afirmou a imprensa especializada que está muito orgulhosa de quem é de sua nova jornada. A True Colors torce para que a irmã tenha sucesso e seja muito feliz e respeitada nesta caminhada. Arrasa, Bianca!

Leia outros artigos da coluna: True Colors

Victor Barone

Jornalista, professor, mestre em Comunicação pela UFMS.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *