19/07/2024 - Edição 550

Campo Grande

Prefeitura planeja construção de 800 moradias no Anhanduizinho

Publicado em 08/05/2014 12:00 -

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Agência Municipal de Habitação de Campo Grande (Emha) planeja construir 800 moradias na região urbana do Anhanduizinho. Segundo a diretora da Emha, Marta Martinez, a região já recebeu 3.846 casas, destas, 1.812 estão em execução.

A Agência faz, no momento, uma atualização cadastral. Segundo Martinez, um dos principais problemas com relação ao cadastramento é que muitos beneficiados vendem os imóveis e voltam a se cadastrar. Atualmente, há 57 mil inscritos e desde 2013 foram feitas 13 mil atualizações.

"Nossa equipe técnica tem identificado que algumas pessoas procuram a Emha para se inscrever nos programas habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida, porém, já foram atendidas anteriormente e isso invalida a pretensão de participar de uma nova seleção. Gostaria de reforçar ainda, que existem critérios federais e municipais para que os interessados participem e tenham prioridade no recebimento da moradia, por isso é que algumas inscrições demoram mais a serem contempladas", detalhou.

Critérios

Os programas habitacionais do município são executados com recursos do Governo Federal, por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida que solicita algumas prioridades, são elas: renda famíliar de até R$ 1.600,00, inscrição do Número de Inscrição Social (NIS), moradores em áreas de risco, mulheres chefes de família e dependentes com deficiência. No âmbito municipal devem ser seguidos ainda, critérios da lei complementar 2.163/13 que pontua: tempo de moradia na cidade de Campo Grande, quantidade de filhos menores de 14 anos e que residam ou trabalhem próximo ao empreendimento em construção (morar no raio de 3 km).

"Na seleção feita pela agência seguimos prioritariamente os seguintes critérios por empreendimento: 3% são destinados a idosos, 10% para deficientes e 75% das unidades atenderão a candidatos que preencherem a quatro critérios de seleção. Os 25% restantes irão para as pessoas que atenderem menor número de exigências”, garantiu a secretária.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *