25/02/2024 - Edição 525

Viver Bem

Caminhe por cinco minutos e reduza danos causados por ficar muito tempo sentado

Publicado em 17/12/2015 12:00 -

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Há inúmeras evidências de que ficar sentado por muito tempo (como você, nesse dia interminável no escritório) faz mal para saúde. Um estudo, conduzido por cientistas da Universidade de Indiana, por exemplo, descobriu que ficar sentado por uma hora diminui o fluxo de sangue das suas pernas para o coração em até 50%.

Isso acontece porque os músculos dos seus membros inferiores não se contraem o suficiente para mandar o sangue até o seu coração de forma eficiente. A logo prazo, isso pode causar problemas em suas veias e artérias e culminar em problemas cardíacos.

Como boa parte de nós fica sentado por pelo menos oito horas diariamente, os danos podem ser até maiores. Mas há formas de evitar isso: intercalar horas sentados com pequenas caminhadas.

Quem chegou a essa conclusão foram os mesmos pesquisadores da Universidade de Indiana. Eles analisaram um grupo de homens, com idades entre 20 e 35 anos, enquanto eles ficavam sentados sem mover as pernas por três horas – ocasião na qual a redução do fluxo sanguíneo foi notada. Porém, quando as horas sentados eram intercaladas com cinco minutos de caminhada, os testes não mostraram uma redução na função das veias e artérias.

Que tal mostrar essa nota para o chefe e dar uma voltinha?

Quantos passos você dá por dia?

A maioria das pessoas responderiam 10 mil (e abaixo explicamos o motivo disso), mas esse número está correto? Em uma época em que pedômetros (aparelhos que medem os passos) são mais baratos e mais precisos, este número tem assumido proporções quase míticas – 10 mil passos por dia equivalem a cerca de 8 km. Você realmente anda tudo isso?

O mito dos 10 mil passos nasceu no Japão durante os anos 1960. "Ele basicamente começou em torno dos Jogos Olímpicos de Tóquio em 1964", disse Catrine Tudor-Locke, uma professora que estuda o comportamento de caminhar em Pennington, ao Science of Us. "Uma empresa fabricava o man-po-kei, um pedômetro. Man significa '10 mil', po significa 'passo' e kei significa 'metro' ou 'calibre'.” Sim, o mito dos 10 mil passos não é um controle de passos, mas uma jogada de marketing,

O problema é que, em 1964, o Japão era muito diferente dos países ocidentais de 2015. "Por todas as contas, a vida no Japão na década de 1960 foi menos calórica, menos gordurosa e com muito menos carros", disse Theodore Bestor, especialista em cultura japonesa. Dados da Organização para Alimentação e Agricultura da ONU mostram que a média per capita de alimentos para o povo japonês em 1964 foi de 2.632 calorias, enquanto a média para os americanos em 2011 foi de 3.639. Uma diferença de cerca de mil calorias.

Percebeu que talvez 10 mil passos seja muito? Na verdade, segundo Tudor-Locke, é um desafio fazer com que pessoas deem 5 mil passos por dia (o que equivale a cerca de 4 km). No cenário atual, 10 mil é praticamente impossível.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *