24/04/2024 - Edição 540

Comportamento

Dinheiro pode trazer a felicidade…

Publicado em 01/08/2017 12:00 -

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O que dizem por ai é verdade: o dinheiro pode, sim, trazer felicidade, desde que seja utilizado para pagar serviços que poupem o tempo das pessoas. Foi à conclusão a que chegou um estudo realizado por pesquisadores das universidades de Colúmbia Britânica, no Canadá, e Harvard, nos Estados Unidos, publicado no periódicoProceedings of the National Academy of Sciences.

"Pessoas que contratam uma diarista ou pagam o vizinho para cortar o gramado podem achar que estão sendo preguiçosas. Mas nossos resultados sugerem que 'comprar tempo' traz tanta felicidade quanto ter mais dinheiro", explica a autora, Ashley Whillans, da Escola de Negócios de Harvard, no anúncio do estudo

Os pesquisadores realizaram dois experimentos. No primeiro, questionaram mais de seis mil participantes dos Estados Unidos, Dinamarca, Canadá e Holanda, sobre o quanto gastavam por mês com serviços que lhes deixassem com mais tempo livre, o quanto estavam satisfeitos com suas vidas e quando se sentiam mais estressados. Aqueles que gastavam dedicavam quantias a serviços que realizavam tarefas por eles afirmaram ser mais felizes do que o restante.

No segundo experimento, a equipe selecionou 60 adultos e lhes deu US$ 80 — metade para pagar serviços que lhes deixassem com tempo livre e outros US$ 40 para gastarem com bens materiais. Observou-se que as pessoas ficavam mais felizes gastando a quantia com serviços que lhes poupassem tempo. 

A felicidade com o tempo livre é uma realidade para pessoas de diferentes classes econômicas. No entanto, a maioria das pessoas prefere gastar dinheiro com outros fatores: segundo os pesquisadores, somente duas em cada 98 pessoas escolheria usar a quantia de US$ 40 com serviços do tipo.

"Mesmo que 'comprar tempo' possa absorver algumas das pressões do dia a dia, poucas pessoas o fazem mesmo quando têm condições financeiras", afirmou a professora de psicologia da UCB, Elizabeth Dunn. "Muitas pesquisas mostram que as pessoas se beneficiam ao utilizar o dinheiro para ter experiências agradáveis, mas nosso estudo sugere que as pessoas também deveriam usar esses valores para se livrar de experiências desagradáveis."


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *