15/06/2024 - Edição 540

True Colors

Temática LGBT para assistir no Netflix

Publicado em 21/10/2016 12:00 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O Netflix tem todo tipo de produções em seu catálogo, desde Fé e Espiritualidade até Interesses Especiais, seja lá o que isso significa. Entre os filmes e séries que disponibiliza, claro que não poderiam faltar obras com a temática LGBT. A seleção abrange desde dramas pesados, como "Clube de Compras Dallas", até séries leves e divertidas, como "Modern Family".

Sense8

Oito pessoas estão interligadas por uma conexão mental nesta série que mistura drama e ficção. A obra aborda a homossexualidade e a transexualidade na vida das personagens e é dirigida pelas irmãs transexuais Lilly e Lana Wachowski.

Azul é a cor mais quente

O drama retrata a vida de Adèle, jovem adolescente que se questiona sobre sua sexualidade e se apaixonada por Emma, uma graduanda em artes de cabelos azuis. A obra inspira um debate sobre a maneira como a sociedade lida com o amor entre mulheres.

Orange is the new black

O enredo da obra se passa em uma prisão feminina. Toda a questão da sexualidade da mulher é abordada na série, bem como a transexualidade. A roteirista de Orange, inclusive, afirma que escrever o roteiro foi essencial para que ela se descobrisse como mulher lésbica.

Glee

A série aborda a questão da homossexualidade com muita sensibilidade, mostrando todas as fases da sexualidade, desde a descoberta até o casamento e estabilidade emocional. Bastante representativa, muitas outras questões além da sexualidade são abordadas, como transexualidade e raça. O mote é um clube do coral.

Modern family

Apesar de a série não focar em relacionamentos homoafetivos no geral, a realidade do casal composto por Mitchell e Cameron traz essa realidade à tona e dá luz ao debate. A obra conta o dia-a-dia e a história de três família interligadas direta ou indiretamente.

Hoje eu quero voltar sozinho

Léo é um adolescente cego que está buscando independência e descobrindo a sexualidade. O filme brasileiro surgiu após o sucesso do curta-metragem "Eu não quero voltar sozinho", mas não se trata de uma continuação do vídeo. O longa é uma outra narrativa da história das personagens.

Clube de compras Dallas

Dos filmes e séries sugeridos, "Clube de Compras Dallas" é o mais pesado. A narrativa se passa no momento da história dos Estados Unidos em que o preconceito contra soropositivos estava em seu auge, bem como o desconhecimento sobre a doença. Rayon, personagem trans, torna-se amiga de Ron, eletricista heterossexual que contrai a HIV. 

Leia outros artigos da coluna: True Colors

Victor Barone

Jornalista, professor, mestre em Comunicação pela UFMS.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *