21/07/2024 - Edição 550

True Colors

Cinco coisas que você precisa entender sobre a pansexualidade

Publicado em 09/06/2017 12:00 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Apesar de ser um termo que muitas pessoas já ouviram falar, a pansexualidade ainda é um assunto que causa confusão por não ter o seu significado bem definido. Em 2015, esta orientação sexual ganhou mais destaque quando a cantora e atriz Miley Cyrus se assumiu pansexual em uma entrevista. “Durante minha vida inteira, não entendia meu próprio gênero e minha própria sexualidade. Sempre odiei o termo bissexual, pois me colocaria um rótulo. Não penso em alguém por ser garoto ou garota”, disse a cantora.

Então, o que é pansexualidade e qual é a diferença para as outras identidades LGBT? Para explicar o assunto, a “Women’sHealth” conversou com a terapeuta sexual Holly Richmond. Ele aponta 5 coisas que você precisa saber:

1. Ser pansexual não é a mesma coisa que ser bissexual

"Pan vem tem origem da palavra grega ‘todos’", diz Richmond. Isso significa que uma pessoa pansexual pode ser atraída por um homem, uma mulher, uma pessoa transgênera ou uma pessoa sem gênero definido, segundo a especialista.

2. Pansexualidade não é a mesma coisa que promiscuidade

“Os pansexuais podem se sentir atraídos por todos os tipos de pessoas, mas isso não significa que eles vão fazer sexo com qualquer um”, diz Richmond. "Os pansexuais podem ser muito exigentes".

3. O termo "pansexualidade" só surgiu recentemente

Richmond fala que ela começou a aprender sobre esta orientação sexual há cerca de seis anos em uma conferência para a Associação Americana de Educadores Sexuais, Conselheiros e Terapeutas. Embora as pessoas pansexuais existam há mais tempo do que isso, o público em geral está apenas começando a aprender o que isso significa.

4. Menos de 1% da população se identifica como pansexual

De acordo com Richmond, é difícil calcular exatamente quantos se identificam como pansexuais porque este é um conceito bastante novo para muitas pessoas. Ela estima que 1% da população se enquadre nesse gênero. “Mas à medida que mais pessoas entendam o que é ser pansexual , pode haver mais casos de pessoas que se identifiquem dessa maneira”, diz ela.

5. Pansexualidade não é apenas sobre sexo

Quando os pansexuais estão se conectando romanticamente com alguém, é muito sobre a conexão com o interior da pessoa – e não com o gênero. "A pansexualidade é sobre desenvolver relacionamentos com significado", explica Richmond.

 

Leia outros artigos da coluna: True Colors

Victor Barone

Jornalista, professor, mestre em Comunicação pela UFMS.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *