25/02/2024 - Edição 525

Mato Grosso do Sul

Governo do Estado forma 100 novos policiais militares

Publicado em 24/06/2016 12:00 -

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O Governo do Estado formou mais 100 soldados da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, que irão reforçar a segurança na Capital e municípios do interior. A solenidade de formatura dos novos militares aconteceu no Centro de Ensino e Formação, em Campo Grande, com as presenças do governador Reinaldo Azambuja e do secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa.

Os novos homens e mulheres da Polícia Militar passaram por curso de formação que teve duração de mais de 2 mil horas/aulas e foi dividido em três módulos. A primeira parte foi teórica com disciplinas de direitos humanos, direito penal e processual penal, já no segundo módulo os policiais tiveram aulas práticas de tiro, técnicas operacionais e defesa pessoal e no terceiro a prática de vários tipos de policiamento.

Estes novos integrantes da corporação da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, junto com outros 830 soldados já formados pelo Governo do Estado neste mandato, vão reforçar a segurança pública nos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, conforme compromisso feito pelo governador Reinaldo Azambuja, que nos últimos 18 meses incluiu nas forças estaduais mais de 1.600 homens e mulheres.

Sargentos

O Governo publicou, no Diário Oficial do Estado (DOE) de quinta-feira (23), um decreto convocando os candidatos inscritos no processo seletivo interno para ingresso no Curso de Formação de Sargentos do quadro de praças da Polícia Militar pelo critério de antiguidade, para a apresentação de documentos e realização da matrícula.

De acordo com a publicação, os candidatos serão convocados por grupo. Neste primeiro momento foram 22 cabos, que deverão se apresentar nos dias 27 e 28 de junho, no Centro de Ensino, Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CEFAP), localizado na rua Maria Luiza Spengler, n. 240, bairro Ana Maria do Couto, às 7h30.

Os candidatos deverão se apresentar à comissão de matrícula. Eles precisam ter os seguintes requisitos: ser detentor de cargo de Cabo PM do Quadro QPPM Combatente com, no  mínimo, dez anos  de  efetivo  serviço  e  interstício  de  quatro  anos  na graduação; estar classificado, no mínimo, no comportamento “BOM”; possuir o Curso de Formação de Cabo PM (CFC) ou equivalente; ter  sido  considerado  APTO  no  TAF  semestral,  realizado  pela  OPM  onde desempenha suas funções; não estar licenciado para Tratar de Interesse Particular (LTIP); ser considerado APTO para fins de curso na JISO; ter concluído o ensino médio; possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH), no mínimo, de categoria “B”; não ser réu em ação penal comum pela prática de crime doloso; não estar preso, exceto por sanção disciplinar; e não estar em cumprimento de pena restritiva de liberdade, por sentença transitada em julgado, durante o período correspondente à pena, mesmo quando houver suspensão condicional da pena.

A comprovação dos requisitos exigidos deverá ser feita mediante apresentação de documentos originais, certidão expedida pela unidade de origem, contendo todas as informações administrativas. Os demais requisitos exigidos deverão ser comprovados com a apresentação de publicações e certidões emitidas pelos órgãos oficiais responsáveis, bem como declaração individual do militar (disponível no site da PMMS: www.pm.ms.gov.br).


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *