01/03/2024 - Edição 525

Ecologia

Volkswagen produzirá sucessora da Kombi a partir de 2022

Publicado em 22/08/2017 12:00 -

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Volkswagen anunciou que produzirá um sucessor para a saudosa Kombi a partir de 2022. O modelo será baseado no conceito ID Buzz, que foi mostrado no Salão de Detroit, em janeiro deste ano.

"Depois das apresentações nos Salões de Detroit e de Genebra, recebemos um grande número de cartas e e-mails de clientes dizendo: 'produzam este carro, por favor'", afirmou Herbert Diess, presidente da Volkswagen.

A fabricante ainda não deu muitos detalhes técnicos da sucessora da Kombi, mas é certo que ela será elétrica e terá um certo nível de condução autônoma, que ajuda o motorista no dia a dia.

A versão de produção do ID Buzz será feita sobre uma nova plataforma elétrica, com opção de assento variável e até uma alternativa sem os bancos para transportar carga.

O conceito

O ID Buzz é o segundo modelo da família elétrica da Volkswagen – o primeiro é um compacto, apresentado em 2016.

O batismo é carismático. Buzz é um jogo de palavras, já que tem sua pronúncia parecida com a de Bus, o apelido da Kombi nos Estados Unidos, e a fonética lembra o som de motores elétricos.

A van utiliza a plataforma MEB, criada especialmente para veículos elétricos. Ela permite que as baterias sejam acomodadas no assoalho, liberando espaço para os passageiros.

Os dois motores elétricos – um em cada eixo – produzem juntos 374 cavalos de potência. A aceleração de 0 a 100 km/h pode ser feita em 5 segundos, com máxima de 160 km/h.

A tração é integral, e a autonomia é de 434 km, ótima marca para um modelo elétrico. As medidas também são generosas – são 4,94 m de comprimento, 3,3 m de entre-eixos e 1,96 m de altura.

O conceito possui um volante, mas ele não é nada convencional – nem na forma de usar. Caso o motorista queira, basta um leve empurrão para que a peça seja recolhida.

O gesto identifica que a escolha é o modo ID Pilot, totalmente autônomo – a Volks espera que a tecnologia, neste caso, esteja disponível em 2025.

Além de recolher o volante, a iluminação interna muda de branca para um tom "quente e relaxado". Enquanto isso, o agora não mais motorista, pode virar seu assento e interagir com os demais ocupantes.

O modo autônomo pode ser desativado com um novo toque no volante ou pressionando pedais de acelerador ou freio.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *