26/02/2024 - Edição 525

Cultura e Entretenimento

Família cresce e Bioparque Pantanal registra mais um nascimento de arraias

O local já conta com mais de 250 reproduções de 48 espécies diferentes, dentre as quais 12 registros são inéditos para a ciência no mundo e 12 no Brasil

Publicado em 09/12/2023 11:22 - Semana On

Divulgação Gov MS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A família Bioparque Pantanal não para de crescer, o empreendimento registrou o nascimento de mais duas arraias da espécie Potamotrygon amandae. Os bebês nasceram no maior tanque do complexo de água doce, o Neotrópico, comprovando que os padrões de água, bem-estar e nutrição do local estão adequados e os animais se sentem seguros para a reprodução.

O público se encanta com os filhotes e se surpreendem com a interação dos animais no tanque. Muito mais do que um espaço de lazer, o complexo oferece informação e conscientiza as pessoas sobre a importância de cada espécie, o cuidado com o meio ambiente e o respeito aos animais.

Atualmente 40 arraias, pertencentes a sete espécies diferentes, vivem no maior aquário de água doce do mundo. Os bebês já nascem completamente formados e sua reprodução é realizada através da fecundação interna.

Conforme explica a diretora-geral do Bioparque Pantanal, Maria Fernanda Balestieri, a reprodução é fruto do trabalho de conservação, um dos pilares que sustentam o empreendimento. “No Bioparque Pantanal os animais são protagonistas de um trabalho técnico científico de excelência, que contribui para que as presentes e futuras gerações possam desfrutar das riquezas da nossa biodiversidade. O pulsar de novas vidas acontece diariamente em nossos tanques e aos olhos dos milhares de visitantes que passam por aqui”.

O Bioparque Pantanal ainda se destaca pelas numerosas reproduções já ocorridas. O local já conta com mais de 250 reproduções de 48 espécies diferentes, dentre as quais 12 registros são inéditos para a ciência no mundo e 12 no Brasil.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *