25/02/2024 - Edição 525

Cultura e Entretenimento

Biblioteca Isaias Paim faz exposição em comemoração aos 107 anos do nascimento de Manoel de Barros

A exposição fica aberta ao público até o dia 15 de janeiro

Publicado em 16/12/2023 10:52 - Semana On

Divulgação PMCG

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaias Paim, unidade da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, apresenta exposição em comemoração aos 107 anos de nascimento do poeta Manoel de Barros. As obras estarão expostas no saguão principal, junto a uma foto e um quadro explicativo sobre o poeta, servindo de estímulo à leitura dos textos de Manoel.

Cristina Moura, gestora de Arte e Cultura da Fundação de Cultura e servidora da Biblioteca, explica que há a prática de todo mês executar uma exposição literária e em dezembro, devido ao aniversário de nascimento de Manoel de Barros, teve-se a ideia de homenagear o poeta.

“A gente faz um recorte daquele tema que a biblioteca já tem na sua programação e montamos essa exposição para que as pessoas possam ter acesso, conhecer os exemplares que estão sob a tutela da biblioteca. E agora em dezembro se aproxima a data de aniversário de nascimento do nosso querido poeta Manoel de Barros e estava no nosso planejamento fazer uma exposição alusiva a ele, em homenagem a ele, à sua obra, ao seu legado, a tudo o que Manoel representa para a literatura sul-mato-grossense”.

Cristina diz que as obras de Manoel de Barros, assim como a de outros autores regionais, pertencem a um acervo especial da Biblioteca denominado acervo regional, e estas obras elas não podem ser retiradas do ambiente da Biblioteca, então são livros para leitura local, não podem ser emprestadas.

“Nós temos em torno de 22 obras de autoria de Manoel de Barros que estão na Biblioteca, não temos um acervo grande de todos os livros, mas o que temos é muito precioso. Todas são importantes e têm a sua singularidade. Mas eu destacaria a obra emblemática, que é muito procurada, ‘Para encontrar o azul eu uso pássaros’. É um livro lindo, maravilhoso, a forma como Manoel escrevia suas poesias, ele cria palavras, neologismos, ele inventa termos ou dá outro sentido aos termos existentes, que faz com que haja leveza, haja suavidade, haja desprendimento nas poesias dele, motivando no leitor essa paixão por conhecer mais e mais Manoel. Ele nos encanta pela sua singeleza e ao mesmo tempo pela profundidade da emoção colocada nos seus escritos. Manoel é natureza, Manoel é pantanal, é o nosso Manoel, é da terra, é nosso, nós temos um carinho muito especial por suas obras, por seu legado e por tudo o que ele deixou para a literatura sul-mato-grossense e brasileira”.

Aparecido Melchíades, coordenador da Biblioteca Isaias Paim, ressalta a importância de Manoel de Barros para a poesia sul-mato-grossense e do Brasil: “Manoel de Barros é nosso ícone maior em termos de literatura. Ele é conhecido no Brasil e no mundo, respeitado pelos grandes críticos da literatura no Brasil. Na minha visão é um dos maiores poetas brasileiros, e é reconhecido como tal. E para Mato Grosso do Sul, como ele morou aqui muitos anos, ele é fundamental e é um fator de estímulo a outros poetas que possam vir”.

As doações para a Biblioteca são muito bem-vindas.

“De uma maneira geral a Biblioteca recebe de muito bom grado livro de literatura, alguns livros técnicos, não recebemos livros didáticos, livros escolares, mas livros de literatura são muito bem-vindos para enriquecer o nosso acervo. Em se tratando especialmente de Manoel, se alguém tiver algum livro e quiser doar para a Biblioteca para enriquecer, aumentar o acervo aqui do nosso espaço, será muito bem-vindo. E de qualquer outro autor também. Nós não queremos guardar o livro aqui na estante, nós queremos que o livro seja usado, seja retirado, seja lido, seja consumido no sentido de estar nas mãos daqueles que amam a leitura, no fomento de conhecimento, de saber. Quem quiser contribuir com a biblioteca, trazendo livros de literatura para doar e quem tiver livros de Manoel também será muito bem-vindo”, finaliza Cristina Moura.

A exposição em comemoração aos 107 anos de nascimento de Manoel de Barros vai ficar aberta ao público até o dia 15 de janeiro. A Biblioteca Estadual Dr. Isaias Paim funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17h30 e aos sábados das 8 às 13 horas.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *