11/12/2023 - Edição 525

O Som e a Fúria

Quem será o próximo da lista?

Desabafo de um ex-fumante

Publicado em 08/11/2023 2:10 - Felipe Chaves

Divulgação Pixabay

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Eu fumei religiosamente uma carteira por dia dos 16 aos 30 anos. A decisão de parar, devo confessar que não saiu exatamente da minha cabeça (apesar de ter familiares que adoeceram em consequência do tabagismo), foi a Fernanda (fumante também) que quando começou a pensar em engravidar me deu esse ultimato.

Tomamos remédio, comemos uma tonelada de balas, paramos e depois “parimos”.  Dez anos depois, infelizmente, lembrei que nada harmoniza melhor com uma crise de ansiedade do que um crivo, além disso o cigarro tem uma mágica dentro dele, traz 5 minutos de pausa, é um ferrolho da vida, lembram do pega-pega? Aquele artifício que nos salvava por pelo menos um tempinho, esse péssimo hábito me faz olhar para o ponteiro do relógio e dizer: parou, parou, parou, preciso fumar…

Claro que quem tem esse vício sabe muito bem de todos os malefícios, aquelas fotos tenebrosas nas carteiras nunca me ajudaram em nada, até me fazem lembrar daquela piada do sujeito que ao comprar uma carteira vê que está escrito “fumar causa impotência sexual’ e pede pra atendente – moça troca por aquela que só dá câncer – ou mesmo da frase do escritor norte-americano Mark Twain “É fácil parar de fumar, eu já parei centenas de vezes”.

Pois bem, a três dias recomecei o processo, tomando anti-ansiolítico e evitando pensar em me jogar de uma ponte, o grau de irritação é “nível hard”, inclusive me faz pensar que todo serial killer deve ser um ex-fumante. A única coisa que ele queria na verdade era encontrar um novo hobby. A primeira pessoa que coloquei na minha lista de vítimas foi o meu vizinho, reclamei pra ele de como é difícil passar por isso e ele me disse: “A melhor coisa pra parar de fumar é começar a caminhar”. De bate pronto eu retruquei: “Tu já fumou?”.

“Deus me livre, nunca…”.

Ali despertou em mim o espírito assassino do ex-fumante, até porque a consequência disso é a cadeia, e pelo que sei, na prisão a principal moeda é o cigarro. Agora estou aqui, mascando chiclete e pensando quem vai ser o próximo a entrar na lista.

Leia outros artigos da coluna: O Som e a Fúria

Felipe Chaves


Voltar


Comente sobre essa publicação...

2 respostas para “Quem será o próximo da lista?”

  1. ANA CLAUDIA KNEBEL CHAVES CARDOSO disse:

    Muito bom te desejo força para conseguir parar de fumar. Medicação deve ajudar como me ajuda muito tbm para ansiedade. Não desista 🙏

  2. Lucia Maria knebel disse:

    Crônica fantástica . Adorei ❤️. Como ex fumante sou solidária e quero muito que tu deixe de fumar. A saúde em primeiro lugar. Força.❤️❤️❤️❤️

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *