25/05/2024 - Edição 540

Vale um Play

Mobilidade Urbana

Publicado em 28/07/2017 12:00 - Rafael Naruto

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O livro Mobilidade Urbana de Eduardo Alcântara de Vasconcellos faz parte de um trabalho de pesquisa que passei a desenvolver em meus estudos antropológicos. Por meio da leitura podemos notar como a nossa cidade de Campo Grande (MS), inspirada pelos grandes centros começou a moldar sua ambientação urbana cada vez mais próxima de uma metrópole sufocante.

No livro conseguimos compreender melhor os aspectos de mobilidade e os seus diversos protagonistas, como pedestres, cliclistas, motoristas e no descaso com os menos privilegiados, uma vez que a classe dominante possuí quatro vezes mais espaço viário para locomoção e se você for ciclista de fim de semana como eu, irá tomar um choque de realidade pois no país apenas 0,15% das vias estão adaptadas e condicionadas para a segurança das pessoas que andam de bicicleta.

O livro não é extenso, porém a sua mensagem é pertinente, pois pelos aspectos econômicos é possível constatar que muito dos espaços urbanos estão voltados para os veículos automotores que para comportar o fluxo de veículos, ruas, canteiros, praças e calçadas sofrem interferências e reduções de espaço para que o trafego seja constante.

Iniciei a leitura sem muitas expectativas, porém quanto mais me deparava com os dados das pesquisas realizadas, mais perplexo eu ficava e então com o estudo antropológico espero compreender melhor os transtornos de mobilidade e aferir possíveis adequações quando o projeto estiver concluído. Espero que todos possam contemplar a leitura e vamos nos mobilizar para uma mobilidade urbana mais adequada, segura e eficiente para nós cidadãos e cidadãs.

Leia outros artigos da coluna: Vale um Play

Victor Barone

Jornalista, professor, mestre em Comunicação pela UFMS.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *