25/07/2024 - Edição 550

True Colors

É crime!

Publicado em 06/06/2014 12:00 - Guilherme Cavalcante

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Após 11 anos em tramitação no Congresso Nacional, foi finalmente sancionada a lei Lei 12.984/2014, que considera crime a discriminação contra pessoas portadoras do HIV e da Aids. A matéria foi publicada no Diário Oficial da União na última terça-feira (3).

De acordo com a nova legislação, a discriminação contra pessoas soropositivas ganhou dimensões intoleráveis, cuja pena está prevista de um a quatro anos de reclusão. A lei, que protege pessoas que convivem com HIV, entende como crime, por exemplo, o impedimento de frequentar creches, escolas e universidades por conta da condição sorológica.

A lei também proíbe demissões e exonerações em função da condição de saúde, bem como segregação em ambiente de trabalho e divulgação do status sorológico com o objetivo de prejudicar ou denegrir a imagem do portador do HIV ou Aids. Recusa de atendimento emergencial em postos de saúde e hospitais também passa a ser considerado crime.

Levando em conta que a comunidade LGBT é uma das populações onde a Aids ainda é mais crescente, é preciso considerar a sanção desta lei como uma conquista na luta coletiva por direitos humanos no Brasil.

Falta agora, por parte do governo, levar a sério as campanhas educativas direcionadas para promover, de fato, a conscientização pelo uso do preservativo. A propósito, eles são distribuídos gratuitamente nos postos de saúde.

E assim como a prevenção, saber a própria sorologia é fundamental, até para que, em caso de resultado positivo, seja possível iniciar o tratamento o quanto antes para garantir a melhor qualidade de vida possível. Em Campo Grande, o teste pode ser realizado gratuitamente, e com garantia de sigilo, no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), que fica localizado na Rua Anhaduí s/n, em frente às pistas de skate do Horto Florestal. Para outras informações: 3314-3450.

Gol de placa

Às vésperas da Copa do Mundo de Futebol, o primeiro gol já foi marcado. E foi belíssimo! O atacante foi o Google, que através do Youtube está promovendo uma campanha mundial de combate à homofobia no esporte, intitulada “Jogue com Orgulho” (veja o vídeo acima).

“O esporte tem o poder de mudar o mundo”, diz a narração de Nelson Mandela, que inicia o vídeo igualmente lifechanging. A campanha segue o rastro dos vários atletas que saíram do armário recentemente, tais como Michael Sam (futebol americano) e Tom Dailey (saltos ornamentais).

Para engrossar o caldo, o Youtube convocou diversos outros atletas, inclusive os brasileiros Neymar, Marta e Ganso, que integram o time dos que não aceitam discriminação nas quadras e que ainda deixam a campanha com um sabor especial para nós.

Que tal declarar seu orgulho nas redes sociais compartilhando o vídeo com as hashtags #ProudToPlay #JogueComOrgulho?

Mês do Orgulho

No dia 28 de junho se comemora o dia do Orgulho LGBT, em decorrência de um evento histórico chamado “Batalha de Stonewall” (se não conhece, pesquise no Google!). Para comemorar este mês mais que especial na luta por igualdade, o Facebook lançou uma série de emoticons temáticos, disponíveis paras as conversas no bate-papo.

Para instalar os 28 emojis LGBT no seu computador, é preciso clicar na carinha que fica ao lado da caixa de texto, clicar em “loja” e baixar o pacote, que é gratuito. Tem de tudo, até um emoticon especial do performer RuPaul. Valeu, Facebook!

Leia outros artigos da coluna: True Colors

Victor Barone

Jornalista, professor, mestre em Comunicação pela UFMS.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *