24/05/2024 - Edição 540

Auau Miau

Meu filhote sempre chora durante a noite

Publicado em 03/09/2014 12:00 -

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A alegria de ganhar ou adotar um cãozinho é tão grande que as pessoas acabam esquecendo que estes adoráveis amiguinhos trazem consigo pequenos problemas que poderão transformar-se em enormes confusões caso os donos e responsáveis não saibam o que fazer durante a fase de adaptação do animal em seu novo lar.

O problema mais frequente ocorre quando o cachorro, ainda filhote, chora durante toda a noite e tira o sono de toda a vizinhança, para o desespero de seus donos que não sabem o que fazer para solucionar esta situação. Dar ração ou leite quente pode aquietá-lo? Deve-se colocar o cãozinho dentro de casa se ele não parar de chorar?

Esta situação pode facilmente ser solucionada com ações que ensinem como o animal de estimação deverá comportar-se em seu novo endereço. Lembre-se sempre que um cachorro ainda filhote é semelhante á um bebê: quanto mais você mimá-lo e não impor limites, mais dependente e problemático ele será não por culpa dele mesmo, mas sim porque você não o ensinou da maneira correta e da forma como deveria para evitar problemas posteriores.

Tente entendê-lo

Um filhote chora à falta de sua mamãe, pois os mamíferos são animais com forte ligação maternal. Quando uma cadela dá a luz dificilmente nasce um ou dois filhotinhos. Na grande maioria das vezes nascem mais de cinco cãezinhos e eles passam no mínimo três meses juntos, quando ainda estão recebendo o leite materno. Por isso, é importante compreender a posição do animal e sua realidade, tentando entender como seria difícil adaptar-se, nestas circunstâncias, a um ambiente inóspito ao seu em tão pouco tempo de vida.

Tenha Paciência. Muita Paciência

Gritar com o filhotinho não vai resolver a situação e agredi-lo é um ato de covardia que jamais deve ser praticado, principalmente na frente de crianças. Porém, neste aspecto, não se deve comparar bebês e animais. Se um bebê chora durante a noite, a mãe ou pai corre para acudi-lo e dar-lhe de mamar. Já os cãezinhos não devem ter este tipo de tratamento, pois eles já passaram pela fase de amamentação e não devem ser acostumados a adquirir o que querem na base do choro.

Prepare o Ambiente

Você deverá deixar seu cãozinho bem instalado em sua nova morada. Para isso, providencie uma manta que contenha o cheiro de sua mamãe e coloque-o na casinha para o filhote dormir sobre ela. Compre um CD instrumental e ponha-o para tocar bem baixinho próximo ao animal. Tudo isso o fará sentir-se mais perto de sua família original e, principalmente, de sua mamãe.

Deixe-o bem cansado

Brinque bastante com seu cãozinho e faça-o gastar toda sua energia antes de dormir, ou seja,  no horário que você também precisa descansar. Como toda a criança, os animais são hiperativos e precisam de muito repouso para se desenvolver com saúde. Mantenha-o ocupado durante grande parte do dia e certifique-se de alimentá-lo bem antes de botá-lo em sua caminha.

Persista em suas Ações

Nos primeiros dias estas dicas poderão não fazer efeito mais tenha calma, pois todo o processo de adaptação é demorado. Se o bichinho insistir em chorar durante a noite, mantenha-se firme em seu quarto e não saia para deixá-lo entrar em sua residência. Se a cada choro você acolhê-lo, ele nunca irá parar de chorar até conseguir o que deseja. Mesmo que seja impossível suportar o som e os vizinhos estejam reclamando, não tome qualquer atitude de imediato. Deixe-o chorar a vontade e no dia seguinte escolha um local mais isolado que não esteja muito próximo das casas vizinhas e de seu quarto.

Seu filhote irá crescer e agir de acordo com a educação que receber de sua parte e de seus familiares. Se você acostumá-lo de acordo com suas vontades, será refém de seus desejos e comandos. Torne-se dono e amigo de seu cãozinho e ensine-o a viver de acordo com as regras de sua casa.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *