17/04/2024 - Edição 540

Auau Miau

Brincadeira de Giovanni, que quer ser padre, é colocar pets para ouvir missa celebrada por ele

Os cachorros Caramelo e Ferrugem e o gato Mimoso são os companheiros de reza, de brincadeiras e de muito amor

Publicado em 04/09/2022 8:47 - Semana On

Divulgação PMCG

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Giovanni ainda é muito menino, mas já sabe bem o que vai ser quando crescer: padre. A vocação para o sacerdócio, do garoto de apenas 7 anos, conta a avó materna Norma Pereira Prado, vem desde muito cedo, assim como o amor pelos animais. Na casa deles, os bichinhos viram fieis e na missa que ele “celebra” todos os dias são os grandes espectadores.

Os cachorros Caramelo e Ferrugem e o gato Mimoso são os companheiros de reza, de brincadeiras e de muito amor. Os bichinhos foram resgatados da rua e depois levados para adoção para a Subsecretaria do Bem-Estar Animal, da Prefeitura de Campo Grande. Em uma feira de adoção os três foram acolhidos pela família Prado e por fim encontraram um lar de amor e proteção.

Lançada em maio de 2021, as feiras de adoção acontecem mensalmente e buscam um lar para cães e gatos acolhidos pelas Organizações não-governamentais e protetores independentes de animais, que em parceria com o Programa de Adoção Continuada da Prefeitura, já encontraram um lar para mais de 450 animais abandonados ou que sofreram maus-tratos.

O trio fazia parte deste grupo, conta a mãe de Giovanni, Juliana Pereira Prado. Ela diz que a ideia da família era adotar apenas um gatinho, mas quando chegaram à feira Caramelo e Ferrugem roubaram o coração de todos.

“Nós tínhamos um cachorro – o Sansão – que foi adotado pela minha mãe quando eu e o Giovanni fomos morar em Santa Catarina. Ele era o companheiro dela. Aí um dia ele fugiu e ninguém conseguiu encontrá-lo. Então, nós fomos à feira de adoção tentando ver se ele estava lá e também adotar um gatinho, porque eu já havia prometido um para o Giovanni. Ao chegar à feira minha mãe viu os outros cachorrinhos e se apaixonou. A gente ia adotar só um, mas como eles eram irmãos, não quisemos separar e trouxemos os dois”, conta.

Agora a família cresceu e os cuidados com vermifugação, vacinas contra a raiva, microchips e castração são garantidos e acompanhados pela equipe técnica da Prefeitura.

“Foi muito fácil o processo da castração. A cuidadora no dia da adoção preencheu os documentos, passou o contato e ela mesma nos ligou. Eu só fui à Prefeitura pegar a Guia de Castração e depois levar para o procedimento já com horário marcado, clínica, tudo certinho. Deixei cedo e depois fui pegar no fim da tarde. No mesmo dia o Mimoso já veio pra casa”, conta. “Agora é a vez dos cachorros serem castrados”, diz.

Somente a Subea Itinerante já atingiu a marca de 5 mil animais atendidos pelos serviços gratuitos. Em um ano de funcionamento, a iniciativa garantiu assistência veterinária, vacinação, vermifugação, microchipagem e demais atividades a mais de 2,5 mil gatos e 2,6 mil cães, abrangendo todas as sete regiões da cidade. O serviço também é levado aos eventos realizados pelo Município, como o Todos em Ação.

A iniciativa que busca levar oportunidades de atendimentos com mais de 70 serviços públicos já percorreu as regiões do Bandeira, Imbirussu, Lagoa, Prosa, Segredo e Anhanduizinho. Foram mais de 250 mil atendimentos realizados.

E para garantir que os bichinhos vão ser bem cuidados, os novos tutores saem da feira com um kit fornecido pelos parceiros para os primeiros cuidados do pet, contendo ração e comedouro. Também precisam assina um termo de adoção responsável.

Quem também usou e aprovou os serviços é a assistente administrativa, Maristela Bao. Ela conta que em fevereiro deste ano foi à primeira feira de adoção deste ano, por intermédio de uma amiga, e lá adotou uma cachorrinha para fazer companhia para a que já tinha.

“Em janeiro perdi uma poodle que estava comigo há 13 anos, a Sofia. Ai eu quis ter outra para fazer companhia pra minha shitzu. Sabe aquela coisa que as pessoas falam não é você que escolhe é o bichinho que escolhe você! Ela estava dormindo e do nada eu só encostei, ela já se levantou, veio pro meu lado, abanando o rabinho e assim foi: amor à primeira vista”, conta.

A cadelinha adotada, chamada de Pérola, foi castrada e passou por todos os serviços ofertados pela Prefeitura. Maristela conta que ela se alimenta bem e ama batata doce, ovos e cenoura crua.

“É uma cachorra saudável e aos poucos ela está aprendendo, assim como nós também aprendemos, porque eles têm muito a nos ensinar”, diz.

A assistente administrativa ficou satisfeita com os serviços promovidos pela Prefeitura Municipal de Campo Grande, através da Subea, e recomenda.

“A Subea faz este trabalho tão lindo de encontrar um tutor para os bichinhos e dá todo o suporte. Depois de 6 meses eu recebi um comunicado da Prefeitura para castrar a Pérola. Isso foi muito importante, o serviço foi ótimo. Uma parceria muito bonita que a Subea faz em conjunto com tantas empresas que beneficiam as pessoas e dá um lar para os pets”, diz.

Maristela ainda deixa recado: através dos muitos posts que eles fazem, informando a população para ter um cãozinho, um companheirinho, um amor verdadeiro, incondicional, não tem nada que PMCG


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *