24/05/2024 - Edição 540

Viver Bem

Exercícios pélvicos também podem ajudar os homens

Publicado em 24/09/2014 12:00 -

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Os exercícios de Kegel há muito tempo são considerados coisa para mulheres. Como eles tonificam os músculos do assoalho pélvico, que sustentam o útero, os médicos incentivam as mulheres a praticá-los na gravidez, mantendo-os pelo resto da vida.

Feitos durante alguns minutos por dia, os exercícios podem facilitar o parto, ajudar na recuperação, prevenir a incontinência – e até melhorar a vida sexual.

Mas o Kegel não é apenas para mulheres. Exercícios do assoalho pélvico talvez ajudem também os homens a tratarem de incontinências e disfunções sexuais, segundo novos estudos. Agora, a corrida é para convencer os homens de meia-idade a entrarem na onda.

"As pessoas fazem exercícios para o coração, fazem treino de força e trabalham o abdome, mas o assoalho pélvico é negligenciado", disse o urologista Andrew Siegel, que estudou os benefícios dos exercícios para homens. "Estes músculos são o escudo da saúde sexual e urinária."

Siegel é um dos fundadores da empresa Private Gym, que comercializa exercícios do assoalho pélvico para homens.

Mesmas características

Os homens têm a mesma musculatura que as mulheres no assoalho pélvico, que se estende como uma rede de dormir do cóccix até o osso púbico.

Esses músculos sustentam as costas, o abdome, a bexiga e o intestino, ajudando a manter a continência urinária e fecal. Nos homens, eles rodeiam a base do pênis e são ativados durante a ereção, o orgasmo e a ejaculação.

Como todos os músculos, eles se enfraquecem com a idade, segundo os médicos. A fim de fortalecê-los, os homens são instruídos a contraírem os músculos que normalmente poderiam usar para cortar o fluxo de urina durante a micção ou para impedir a liberação de flatulência num ambiente fechado. As contrações são realizadas por alguns segundos, liberando o músculo em seguida, e o movimento é repetido de 10 a 15 vezes a cada treino.

Alguns estudos sugerem que os exercícios podem ajudar homens com disfunção erétil.

Estudos que demonstram os benefícios dos exercícios de Kegel na aceleração da recuperação após cirurgias de próstata são tão convincentes que os cirurgiões agora recomendam aos pacientes que iniciem essa prática antes ou logo após a operação.

Embora defensores também acreditem que o Kegel pode melhorar as ereções e orgasmos, há poucas evidências que sustentem isso. Mas estudos clínicos descobriram que os exercícios podem ser úteis para homens com ejaculação precoce. E alguns estudos sugerem que os exercícios podem ajudar homens com disfunção erétil.

"É tão bom quanto o Viagra, sem os custos e os efeitos colaterais", disse Grace Dorey, professor emérito de fisioterapia e urologia da Universidade do Oeste da Inglaterra e um entusiasta do Kegel para homens. "Os músculos do assoalho pélvico são a base para a ereção -para que o pênis se acomode, se você preferir."

Um pequeno teste clínico está em andamento, mas até agora não há nenhuma conclusão. O médico Roger Dmochowski, professor de cirurgia urológica do Centro Médico da Universidade Vanderbilt, em Nashville (Tennessee), se disse "muito cauteloso sobre afirmações relativas à melhora da função sexual e do orgasmo"


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *