26/02/2024 - Edição 525

Mato Grosso do Sul

Com MS protagonista, Riedel e Hartung discutem qualificação profissional na cadeia produtiva da celulose

Com a construção da fábrica da Suzano em Ribas do Rio Pardo, e da Arauco em Inocência, MS representa o “boom” do setor no Brasil e no mundo

Publicado em 07/12/2023 1:08 - Semana On

Divulgação Gov MS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Protagonista no setor de celulose nos últimos anos, Mato Grosso do Sul se prepara para tornar este cenário positivo à população. Essa foi uma das pautas discutidas pelo governador Eduardo Riedel com o presidente da IBÁ (Indústria Brasileira de Árvores), Paulo Hartung, na quarta-feira (6). O foco é a formação profissional para que os sul-mato-grossenses aproveitem as oportunidades abertas no Estado.

“Mato Grosso do Sul é uma referência mundial no setor, e recebemos o Paulo Hartung, um dos mais respeitados homens públicos do País, e as demandas que ele nos apresentou com muita responsabilidade. Tratamos de temas de extrema importância para competitividade econômica do Estado”, afirmou o governador.

Ex-governador do Espírito Santo, Paulo Hartung destacou que a IBÁ é a associação responsável pela representação institucional da cadeia produtiva das árvores plantadas para fins industriais. Ele ponderou que Mato Grosso do Sul é protagonista no setor nos últimos anos, por isso a importância da qualificação profissional para atender esta demanda.

“Este setor tem a carteira de investimentos mais dinâmica do Brasil, ele cresce muitos nos últimos 50 anos no País, tendo MS como destaque. A reunião com o governador foi muito boa e conversamos sobre a necessidade da formação profissional aqui, pois cada investimento demanda gente qualificada na área de plantio de árvores no campo, transporte e processamento de madeira que depois vira celulose, em um setor de bioeconomia de alta escala”, descreveu.

Hartung ressaltou que estas oportunidades abertas sejam aproveitadas pela população do Estado. “Com esta capacitação vão se preparar os meninos e meninas do Estado para estas oportunidades oferecida à população local, mas que é preciso treinamento e qualificação. Assim a renda vai girar no Estado, e vai ajudar no crescimento do comércio e outros setores”.

Protagonismo

Com a construção da fábrica da Suzano em Ribas do Rio Pardo e da Arauco em Inocência, Mato Grosso do Sul representa o “boom” do setor no Brasil e no mundo. Um mercado que teve a fabricação de mais de 24 milhões de toneladas de celulose no país no ano passado, sendo enviado 19 milhões para o mercado internacional, incluindo Ásia, Europa, Estados Unidos e América do Sul.

“No Brasil o setor conta com bom solo e clima, mas não ficou acomodado e investiu em ciência e tecnologia, tendo hoje a maior produtividade do mundo. A fábrica que está sendo construída em Ribas tem o que há de melhor no mundo. É uma fábrica circular, a movimentação de fornos de cal da futura unidade já vem da gaseificação da biomassa, energia limpa, que é o futuro do planeta”, disse Hartung.

O presidente da IBÁ inclusive convidou o governador Eduardo Riedel para participar da Missão Setorial à União Europeia, que vai acontecer em março de 2024. O objetivo do encontro é apresentar o setor para os países europeus. Mato Grosso do Sul conta com área plantada de mais de 1 milhão de hectares e uma carteira de investimentos privados superior a R$ 40 bilhões.

A reunião no gabinete do governador também contou com a presença do secretário de Jaime Verruck (Semadesc) e da senadora Tereza Cristina.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Uma resposta para “Com MS protagonista, Riedel e Hartung discutem qualificação profissional na cadeia produtiva da celulose”

  1. Eliezer Corrêa do Nascimento disse:

    … Parabéns Sr. Governador Eduardo Corrêa Riedel, pela excelente Gestão que vem desenvolvendo em nosso Estado de Mato Grosso do Sul, concedendo Incentivos e até firmando Parcerias com essas grandes Fábricas instaladas em nosso Estado, porém, não podemos deixar de conciliar e equacionar esse Crescimento Econômico com o Plantio de Alimento para o povo e Proteção ao Meio Ambiente, as Nascentes de Córregos e Rios e principalmente, a Proteção dos nossos “Bioma” e Pantanal!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *