22/07/2024 - Edição 550

Foto e ví­deo da semana

Jovens rejeitam possibilidade de Bolsonaro presidir Comissão de Direitos Humanos

Publicado em 12/02/2014 12:00 -

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Cinco jovens protestaram contra a possibilidade de indicação do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) para a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados. Com cartazes e palavras de ordem onde se lia "+ amor e – Bolsonaro", as integrantes da União da Juventude Socialista (UJS) trocaram beijos no corredor da presidência da Câmara.

"Não permitiremos que Jair Bolsonaro chegue à presidência da Comissão de Direitos Humanos. Queremos convocar a sociedade brasileira a rejeitar a vontade pessoal e política dele assumir a presidência, disse a diretora de Jovens Feministas da UJS, Maria das Neves, uma das participantes do ato.

Percebendo a movimentação, Bolsonaro apareceu no Salão Verde da Câmara e reagiu. O parlamentar disse que tem a garantia do líder do PP, Eduardo da Fonte (PE), de que, se a presidência da comissão ficar com o PP, ele será o presidente. "É garantia do meu líder, vocês vão sentir saudades do Feliciano", afirmou Bolsonaro, que defende uma concepção de direitos humanos para a maioria. "Minoria tem que se calar, se curvar à maioria", declarou.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *