24/05/2024 - Edição 540

Ecologia

Mercedes lança sedã blindado que resiste a rifles e granadas

Publicado em 06/08/2014 12:00 -

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Mercedes-Benz apresentou um novo integrante da sua linha de blindados de fábrica, que podem ser pedidos por encomenda na Europa, sem preço revelado. Baseado no novo Classe S, o S 600 Guard foi certificado com o mais alto nível de resistência a armamentos (VR9) integralmente, um passo além do BMW Série 7 High Security, que atinge os requerimentos deste nível apenas nas áreas de lataria, mas recebe a classificação geral de VR7.

Na prática, isso significa que o S600 Guard protege os passageiros em caso de ataques com rifles militares, granadas e cerca de 15 kg de explosivos. A carroceria é reforçada com aço especial interposto com mantas de fibras sintéticas de alta resistência, enquanto as áreas envidraçadas são cobertas de lâminas policarbonato.

A fabricante não informou quanto o S 600 Guard ganha de peso com a blindagem, mas afirma que o motor V12, de 537 cavalos e 84 kgfm de torque, é capaz de acelerar rapidamente em situações de risco, levando a máquina a 210 km/h (velocidade máxima limitada eletronicamente por causa do peso).

Se pelo exterior é difícil dizer que o carro tem esse nível de blindagem, o interior mantém o mesmo nível de conforto do sedã, com alguns opcionais a mais, segundo a Mercedes-Benz. É possível retirar o assento do passageiro frontal, para quem viaja apenas com motorista, e ampliar o espaço traseiro, transformando o carro em um escritório.

A suspensão a ar foi reforçada para aguentar o peso da blindagem, e os pneus "run-flat" podem percorrer até 30 km caso sejam atingidos. O S 600 Guard foi desenvolvido para civis, especialmente chefes de Estado. No Brasil, é preciso ter uma permissão especial do governo para adquirir blindados deste tipo. Além do BMW Série 7, a Audi também oferece uma versão do seu sedã mais luxuoso (A8) com proteção VR 7.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *