22/04/2024 - Edição 540

Vale um Play

Vamos assistir Taken

Publicado em 21/11/2018 12:00 - Rafael Naruto

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Eu adoro ficção científica. Poder conhecer outros paradigmas, fantasias possíveis e desbravar o desconhecido sempre me foi fascinante e divertido. Há pouco tempo eu comprei a edição de colecionador da minissérie premiada Taken e já estou assistindo todos os episódios pela segunda vez.

Taken é uma história que cruza o tempo, abrangendo 5 décadas e 4 gerações, tendo como centro três famílias: os Keys, os Crawfords, e os Clarkes. O veterano da Segunda Guerra Mundial Russell Keys é atormentado por pesadelos de sua abdução por extraterrestres durante a guerra; o incidente Roswell transforma Owen Crawford de um ambicioso capitão da força aérea para um conspirador secreto e sem escrúpulos do governo; Sally Clarke, infeliz no casamento, é engravidada por um visitante alien. À medida que passam as décadas, os herdeiros de cada um são afetados pelas maquinações dos alienígenas, culminando com o nascimento de Allie Keys, que é o produto final da "experiência" alienígena e carrega as chaves para o futuro.

Pela sinopse acima percebemos uma trama gigante, muitas conspirações e personagens que conseguimos amar e ainda detestar. Premiada com o Emmy de melhor Minissérie e com episódios que mais parecem filmes por conta de sua duração, você acaba se deparando com um produto de entretenimento com um enorme fator replay para conseguir absorver tanto conteúdo de uma vez. Eu recomendo a série para todos que é realmente surpreendente e nos leva a questionar sobre muitas questões em relação ao desconhecido.

Leia outros artigos da coluna: Vale um Play

Victor Barone

Jornalista, professor, mestre em Comunicação pela UFMS.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *