25/07/2024 - Edição 550

Vale um Play

Design para um mundo complexo

Publicado em 12/05/2017 12:00 - Rafael Naruto

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Ao ler este livro pude perceber que no mundo complexo os interessados pela leitura compõem uma minoria privilegiada. Com o acúmulo de informações as pessoas chegaram em um novo patamar cômodo e hoje a nossa sociedade se encontra carente de massa crítica, como podemos conferir no decorrer da leitura.

A obra discute o papel do design pelo excesso de informação e imaterialidade. Rafael Cardoso ressalta que, para que o design seja efetivo no mundo atual, deve-se considerar sua complexidade como “um sistema composto de muitos elementos, camadas e estruturas” variáveis. Podemos inserir a sociedade em um padrão de comportamento, mas não o indivíduo.

E cita a internet como maior exemplo: uma rede complexa a ponto de não ser inteligível. Seu livro é o oposto: expõe os dilemas dessa complexidade de maneira clara e acessível, tanto para o leigo quanto para o estudioso. Uma leitura atualizada de acordo com os comportamentos da internet, sendo que no livro, nem encontramos um prefácio.

Design para um mundo complexo atualiza a discussão proposta por Design para o mundo real, publicado há quarenta anos, em 1971. Seu autor, o designer norte-americano Victor Papanek, alertava para a perda de sentido do design de matriz modernista crescente e perversamente estetizado em face de um mundo assolado pela miséria, violência e degradação, e conclamava os designers a saírem de seu universo autorreferente para projetarem soluções para o mundo real.

Hoje em dia mais que propor soluções para os problemas, está o dilema em saber qual é o problema. Aposto que muitos como eu irão encontrar diversos recursos e esclarecimentos sobre o que podemos mudar, melhorar e esperar de uma sociedade cada vez mais complexa. Uma boa leitura para todos e até semana que vem.

Leia outros artigos da coluna: Vale um Play

Victor Barone

Jornalista, professor, mestre em Comunicação pela UFMS.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *