28/02/2024 - Edição 525

Campo Grande

Saiba quais os públicos para a vacinação contra a Covid-19

MS registrou 275 novos casos na primeira semana epidemiológica do ano

Publicado em 10/01/2024 12:24 - Semana On

Divulgação PMCG

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Desde o início deste ano, a vacina contra a Covid-19 foi incluída pelo Ministério da Saúde ao calendário de rotina de vacinação, ou seja, assim como outros imunizantes, as doses passam a serem disponibilizadas para grupos específicos. Além da aplicação em crianças, de acordo com a faixa etária, outros públicos também devem ficar atentos às doses que devem ser ministradas.

“Nesse momento o reforço vacinal deixa de ser aplicado em toda a população indiscriminadamente, como era até o ano passado, mas isso não quer dizer que quem deseje iniciar o ciclo, ou atualizar alguma dose em atraso, não possa buscar a unidade de saúde de referência”, explica a superintendente de vigilância em saúde, Veruska Lahdo.

Ela ainda completa dizendo que as doses também estão disponíveis em todas as unidades de saúde, assim como as demais vacinas do calendário de rotina. “Os pais e responsáveis podem buscar qualquer uma das 74 unidades básicas e de saúde da família para vacinar as crianças que tenham até quatro anos, onze meses e 29 dias”.

Neste público, são ministradas três doses, uma aos seis meses, outra aos sete e a última aos nove meses de idade. Crianças que ainda não tenham completado o esquema vacinal, ou que tiverem doses em atraso e forem menores de cinco anos, também serão imunizadas seguindo o mesmo intervalo entre doses.

Outros públicos

O reforço vacinal também passa a ser aplicado dentro da rotina de vacinação das crianças a partir dos cinco anos, adolescentes, adultos e idosos, desde que o paciente se enquadre nos requisitos. Divididos em dois, há quem receba o reforço a cada seis meses e quem tenha apenas uma dose aplicada por ano.

O grupo que receberá o reforço vacinal a cada seis meses está subdividido em três: Pessoas com 60 anos ou mais, com 5 anos ou mais e que possuam algum imunocomprometimento e gestantes e puérperas. Para todos é necessário o esquema vacinal completo e a última dose aplicada há pelo menos seis meses.

Já o outro grupo, que também precisa obedecer ao mesmo critério de intervalo de doses, e receberá uma dose anual, possui mais subdivisões. Estão nele: Pessoas vivendo em instituições de longa permanência e seus trabalhadores, Indígenas e Quilombolas, Trabalhadores da Saúde, Pessoas com deficiência permanente, pessoas com comorbidades e privados de liberdades e adolescentes cumprindo medidas socioeducativas, funcionários do sistema prisional e pessoas em situação de rua.

As doses de reforço também estão disponíveis em todas as unidades de saúde do município, sendo necessário se atentar à disponibilidade, que poderá ser checada no local.

MS registra 275 novos casos de covid

O boletim divulgado ontem (9) pela SES (Secretaria de Estado de Saúde), da primeira semana epidemiológica da covid-19 em 2024, registrou 275 casos e seis óbitos provocados pela doença em Mato Grosso do Sul.

Os dados da Gerência de Influenza e Doenças Respiratórias, da SES, apontam que 97 casos foram confirmados na semana de notificação.

Os casos novos ocorreram em 31 municípios e Campo Grande foi responsável pela maior parte das ocorrências, com 101 notificações, seguida por Dourados (24), Jardim (18) e Antônio João (13).

Já as mortes foram de pacientes em Campo Grande – duas pessoas de 73 e 84 anos –, Bataguassu, Maracaju, Jardim e Ivinhema. Apenas um óbito – de uma mulher de 85 anos, em Jardim, ocorreu na primeira semana epidemiológica (no dia 2 de janeiro deste ano).

A SES mantém o Plantão CIEVS (Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde) Estadual para receber notificações de casos da doença e manter atualizada a base de dados.

DISQUE-NOTIFICA

0800-647-1650 (expediente)

(67) 3318-1823 (expediente)

(67) 98477-3435 (ligações, SMS, WhatsApp – 24 horas)

E-NOTIFICA

[email protected] (expediente)

[email protected] (24 horas)

Confira aqui o boletim


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *