25/04/2024 - Edição 540

Campo Grande

Prefeitura abre três unidades e faz itinerante para vacinação durante o feriado

Objetivo é facilitar o acesso da população e, consequentemente, ampliar a cobertura vacinal na capital

Publicado em 08/06/2023 9:26 - Semana On

Divulgação PMCG

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

No feriado e ponto facultativo dos dias 08, 09, 10 e 13 de junho, a Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), abrirá três unidades de saúde e fará ação itinerante para vacinação da gripe e Covid-19. O objetivo é facilitar o acesso da população e, consequentemente, ampliar a cobertura vacinal do município.

Nos dias 08 e 09, quinta e sexta-feira, o atendimento acontece exclusivamente na UBS 26 de Agosto, UBS Dona Neta e USF Moreninha, de 07h às 17h.

No dia 10, sábado, além das três unidades, haverá ação itinerante na escola Municipal Irmã Edith Coelho Netto, localizada na Rua Paranapebas, 179, Jardim Colúmbia.  O horário de atendimento é de 8h às 14h. No domingo, dia 11, não haverá vacinação.

Na segunda-feira, dia 12, haverá expediente normal em todas as unidades de saúde. Na terça-feira, dia 13, a UBS 26 de Agosto, UBS Dona Neta e USF Moreninha estarão abertas de 07h às 17h.   Nas unidades estarão sendo disponibilizadas todas as vacinas do calendário.

Conforme informações do Serviço de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), o município dispõe ainda de aproximadamente 45 mil doses da vacina contra a gripe em estoque. Desta forma, a aplicação seguirá sendo realizada até que haja doses disponíveis.

Conforme relatório divulgado na sexta-feira, dia 02 de junho, pelo Serviço de Imunização da Sesau , 34,36% do público-alvo foi vacinado em Campo Grande, o que representa 109,959 mil pessoas de um público estimado em 339 mil pessoas.

A maior taxa percentual de cobertura está entre os adolescentes em medidas socioeducativas, com 47,89%. No quantitativo, os idosos com 60 anos ou mais permanecem entre os que mais se vacinaram. De acordo com o relatório, aproximadamente 62,7 mil foram vacinados , sendo 46,57% do público de 134.732 pessoas nesta faixa-etária.

Na última campanha a cobertura foi muito abaixo do recomendado, que é de pelo menos 90% para cada um dos públicos. Em 2022, apenas 43,4% de todo o público-alvo buscou pela vacinação.

A vacina disponibilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em todas as unidades de saúde da Capital protege contra os vírus H1N1 e H3N2 da Influenza A e contra a Influenza B, sendo eficaz contra as três formas diferentes de gripe.

A doença

A gripe é uma doença respiratória causada pelo vírus influenza, que é transmitida através do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar e também por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com a boca, olhos e nariz. A gripe provoca febre, dores no corpo e mal estar. Quem perceber esses sintomas deve procurar um posto de saúde.

Prevenção – Cuidados simples ajudam na prevenção contra a Gripe:

– Lave as mãos com água e sabão e use álcool gel 70% regularmente, especialmente depois de tocar o nariz e a boca ou superfícies que possam estar contaminadas;
– Proteja o nariz e a boca. Cubra-os enquanto espirra ou tosse e use lenços descartáveis.
– Evite tocar a boca e o nariz.
– Melhore a circulação de ar abrindo as janelas.
– Evite ficar por muito tempo em locais com grande aglomeração de pessoas.
– Mantenha hábitos saudáveis: coma e durma bem, além de fazer exercícios físicos regulares.

Vacinação Covid-19

A Sesau ampliou a aplicação da dose bivalente contra a Covid-19 para toda a população acima de 18 anos, seguindo a recomendação do Ministério da Saúde.

A bivalente está disponível também para pessoas com comorbidades e que que tenham 12 anos ou mais, grávidas e as puérperas que deram à luz há até 45 dias, trabalhadores da saúde, população com 60 anos ou mais, indígenas aldeados e quilombolas a partir dos 12 anos de idade, para isso é necessário o esquema vacinal completo e a última dose ter sido aplicada há pelo menos quatro meses.

O reforço também está disponível para quem finalizou o esquema primário e tem pelo menos 12 anos de idade. E quem tem 18 anos ou mais e completou o mesmo período após receber o primeiro reforço, já está apto para o segundo.

Crianças a partir de seis meses se enquadram para iniciar o esquema vacinal. Aquelas que iniciaram o esquema com a Pfizer baby devem receber a segunda dose após um intervalo de quatro semanas e a terceira após oito semanas da dose anterior.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *