22/05/2024 - Edição 540

Campo Grande

Pavimentação que liga o Bairro Serradinho ao Núcleo Industrial já muda região Imbirussu em Campo Grande

Prestes a ser finalizada, a obra encurtará caminhos e facilitará o acesso na região

Publicado em 14/05/2024 10:10 - Semana On

Divulgação PMCG

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Emblemáticas, as obras de drenagem, pavimentação asfáltica e bacia de amortecimento nos Bairros Nova Campo Grande, Jardim Carioca, Indubrasil, Serradinho e Vila Popular estão transformando a região, e a população já sente as melhorias. A obra da Prefeitura de Campo Grande está prestes a ser finalizada, com a drenagem de mais de 10 km e pavimentação de cerca de 7,33 km de sete vias, incluindo a Avenida Wilson Paes de Barros, que encurtará caminhos e facilitará o acesso.

Pelas ruas do Bairro Serradinho, é possível encontrar moradores satisfeitos com as obras, que marcam o desenvolvimento econômico e social do local. O investimento garantirá a mobilidade urbana e a infraestrutura da região.

Fernando de Jesus, de 66 anos, morador da vila desde 1992, destaca que, com o avanço populacional da região, os recursos chegaram em boa hora. “Aqui no bairro já tinha algumas ruas asfaltadas, e agora que vão terminar de asfaltar toda a Avenida Wilson Paes de Barros, é um sonho. Sem o asfalto, não há progresso, não há evolução e não há valorização. Morei aqui esse tempo todo, já fui vice-presidente de bairro, já trabalhei para beneficiar os moradores, mas como dizem, é necessário também essa injeção de ânimo.”

Fernando afirma que as melhorias da Prefeitura foram chegando aos poucos e que essa obra será um marco para todos da Região do Imbirussu. “Quando a população é maioria, as coisas fluem, fazem os pedidos, abaixo-assinados. Antigamente não havia moradores no bairro, era apenas um campo aberto, mas depois evoluiu, chegaram novos moradores, cresceu e então veio a rede de esgoto e o asfalto. A população é quem tem a ganhar com mais essa via de ligação.”

Vera Lúcia, 62 anos, que mora há 40 anos no Serradinho, destaca que a drenagem é essencial. A Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep) executa obras para acabar de vez com os alagamentos provocados pela água que desce da região do Aeroporto Internacional de Campo Grande. Com a drenagem, o sistema de captação de águas pluviais levará a água da chuva pela tubulação até o córrego Imbirussu.

Devido ao lençol freático superficial, quando chove forte, o solo não consegue absorver o volume de água, que acaba transformando as ruas em canais de escoamento. Por isso, a ação de drenagem está sendo executada de forma caprichada pelas equipes.

“Nosso bairro está passando por uma enorme evolução. Fizeram toda a rede de esgoto e percebo que as coisas vão melhorar muito. Moro próximo da Avenida Wilson Paes, e toda a vizinhança está muito contente. Teremos asfalto e escoamento da água quando chover”, disse dona Vera Lúcia.

Outra obra importante na região é a bacia de amortecimento, que está sendo implantada próxima ao Residencial Nelson Trad. Construída em talude com solo compactado, a bacia (também chamada de piscinão) terá capacidade para reter até 50.929 metros cúbicos de água da chuva, evitando alagamentos nas ruas dos bairros.

O empresário Arthur Ricardo Coelho, de 44 anos, reside no bairro há 14 anos e, há quatro, possui um Lava a Jato. Segundo ele, a expectativa é de que o movimento aumente ainda mais com a finalização das obras de pavimentação. É importante lembrar que a ponte de acesso do Núcleo Industrial ao Jardim Carioca foi entregue no ano passado. O acesso ficará ainda melhor após a pavimentação asfáltica.

“Com a conclusão do asfalto na avenida principal, espero um aumento no fluxo de pessoas, motoristas e visitantes de outras áreas vindo para cá. Serão clientes em potencial, que poderão vir ao Lava a Jato, que graças a Deus está em um ponto muito bom aqui do Serradinho. As pessoas que moravam aqui tinham que dar uma volta grande para chegar às outras regiões, e agora, em minutos, estaremos no Núcleo Industrial. Tudo vai ficar mais rápido, mais perto, as pessoas vão movimentar o nosso comércio e nossos imóveis serão valorizados.”

No Bairro Nova Campo Grande, que também é beneficiado por obras de pavimentação, com ciclovias e drenagem, Vera Lúcia Dias, 54 anos, moradora há um ano e meio na Avenida 3, conta que já planta árvores frutíferas ao redor da ciclovia para proporcionar sombra.

“Fiquei muito contente porque cheguei recentemente ao bairro e já estou recebendo asfalto na frente da minha casa. Aqui, a vizinhança está plantando árvores também para que no futuro possam dar frutos e sombra. Já plantei um pé de limão, um Ipê Amarelo e um pé de manga. O asfalto chegou em boa hora e, com certeza, eu, como moradora, e todos aqui, estamos satisfeitos. Só temos que agradecer à Prefeitura, aos nossos amigos trabalhadores.”

Marli Espinosa, de 56 anos, e sua tia Maria Espinosa, que observavam os operários da varanda de casa, na Avenida Três, Bairro Nova Campo Grande, comentaram sobre as melhorias enquanto compartilhavam um tereré. Marli cresceu na região e está muito contente.

“Moro aqui há mais de 30 anos e para nós é uma grande conquista. Isso vai valorizar os imóveis, diminuir a poeira e estamos satisfeitas”, diz ela, que também planta mudas de árvores no canteiro central da avenida. “Amo plantas, e todas essas que estão aqui na frente foram plantadas por mim. Cheguei até a conversar com os trabalhadores para que não arrancassem todas as mudas, e deu certo. Daqui para frente, só alegria e aproveitar essa boa obra que está acontecendo no nosso bairro.”

O projeto de vias estruturantes foi planejado em três lotes. O primeiro lote contempla as ruas 84, 83, 79, Avenida Wilson Paes de Barros e Avenida 3 do Bairro Nova Campo Grande. O segundo lote, no mesmo bairro, também inclui outro trecho de obras na Avenida Wilson Paes de Barros. E o terceiro lote compreende a drenagem e pavimentação da Avenida Wilson Paes de Barros até a Avenida Gal. Alberto Mendonça Lima, no Jardim São Conrado.

Essas obras estruturantes de interligação asfáltica ampliarão o acesso aos bairros Jardim São Conrado, Portal Caiobá, Tijuca, São Jorge da Lagoa e Aero Rancho.

Enquanto, as máquinas trabalham na colocação de manilhas, as Emas que vivem nas matas ao entorno do Núcleo Industrial aproveitam para passear em meio aos trabalhadores na via de acesso ao Núcleo Industrial. Respeito ao meio ambiente durante as obras também são a marca da Prefeitura de Campo Grande.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *