26/02/2024 - Edição 525

Campo Grande

Pacientes hipertensos e diabéticos recebem acompanhamento integral e individualizado nas unidades de saúde

Cerca de 25% da população brasileira adulta é hipertensa, o que representa aproximadamente 31,3 milhões de pessoas

Publicado em 24/07/2023 3:23 - Semana On

Divulgação PMCG

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Pacientes hipertensos e diabéticos recebem acompanhamento integral e individualizado nas unidades de saúde de Campo Grande, através dos grupos de Hiperdia. As atividades visam orientar sobre as medidas de prevenção e combate às duas das principais doenças que acometem a população brasileira, bem como assegurar o tratamento adequado.

Os pacientes têm acesso a serviços como aferição de pressão arterial, teste de glicemia capilar e também participam de palestras, oficinas, dinâmicas, e outras, visando atender a todos os usuários/pacientes que necessitem de cuidados integrais das unidades para a prevenção e tratamento da hipertensão e diabetes.

Juntamente com a identificação precoce dos casos, o estabelecimento de vínculo entre as unidades são elementos imprescindíveis para o sucesso do controle desses agravos.

De acordo com a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2019, cerca de 25% da população brasileira adulta é hipertensa, o que representa aproximadamente 31,3 milhões de pessoas. Já a prevalência de diabetes mellitus no país é de cerca de 8,4%, correspondendo a aproximadamente 12,5 milhões de pessoas.

Os números evidenciam a relevância do acompanhamento e controle dessas doenças crônicas, destacando a importância do programa Hiperdia na atenção primária à saúde para garantir um cuidado adequado e melhorar a qualidade de vida dos pacientes hipertensos e diabéticos.

Hiperdia  

O HiperDia é um programa de cadastramento e acompanhamento de portadores de hipertensão e diabetes que são diagnosticados nas unidades de saúde. A partir do cadastro, que pode ser realizado em qualquer unidade, os pacientes passam a receber medicamentos e acompanhamento dos profissionais de saúde que, através de ações educativas, ajudam a prevenir complicações decorrentes da falta de controle da doença.

A realização das ações do Hiperdia, ocorrem periodicamente nas 74 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF) de Campo Grande.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *