21/02/2024 - Edição 525

Campo Grande

Mais de 30 mil famílias precisam regularizar o CadÚnico em Campo Grande

Segundo a Prefeitura, na capital há 199.446 famílias inscritas nos benefícios sociais e 59.416 delas favorecidas pelo Bolsa Família

Publicado em 08/02/2024 11:32 - G1MS

Divulgação Foto: Reprodução/EPTV

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Cerca de 31 mil famílias precisam regularizar o Cadastro Único (CadÚnico) em Campo Grande, de acordo com levantamento da secretaria municipal de Assistência Social (SAS). Caso os inscritos não ajustarem as pendências, os beneficiários poderão ser retirados dos programas sociais do Governo Federal, como o Bolsa Família.

Em Campo Grande há 199.446 famílias inscritas no CadÚnico e 59.416 famílias beneficiárias do Bolsa Família.

A regularização da documentação faz parte de uma ação do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS). O órgão federal realiza a averiguação cadastral e a revisão cadastral, que tem como foco as famílias que realizaram a última atualização há mais de dois anos.

De acordo com a gerente do Cadastro Único, Viviane Brandão, as informações inseridas no CadÚnico estão sofrendo verificação periódica e, para isso, as famílias foram divididas em grupos com estabelecimento de procedimentos operacionais específicos e um cronograma de repercussões nos benefícios sociais, entre eles Programa Bolsa Família, Tarifa Social de Energia Elétrica e o Benefício de Prestação Continuada.

“O objetivo da ação é aumentar a efetividade dos programas vinculados ao Cadastro Único, ou seja, que eles atendam quem realmente precisa”, frisou Viviane.

Notificações e como ajustar

As famílias apontadas na Ação de Qualificação Cadastral de 2024 foram comunicadas por meio de mensagens no aplicativo do CadÚnico. A comunicação às famílias beneficiárias do Bolsa Família também conta com mensagens nos aplicativos do programa, no Caixa Tem e no extrato de pagamento dos benefícios.

Já as famílias beneficiárias da Tarifa Social de Energia Elétrica também podem ser comunicadas por meio de mensagem na fatura da conta de energia elétrica.

Após a notificação, os responsáveis pelas famílias devem procurar o Cras mais próximo de sua residência ou ir até a Central do Cadastro Único, localizada na Rua dos Barbosas, 321, bairro Amambaí.

É preciso ficar atento aos documentos que devem ser levados nos Cras ou na Central do Cadastro, já que ano passado houve mudanças realizadas pelo Governo Federal. Os responsáveis devem levar documento de identificação com foto e outros como CPF ou título de eleitor, comprovante de residência e documentos de todas as pessoas da família que moram no mesmo domicílio.

Para mais informações sobre o Cadastro Único ou programas do Governo Federal, o usuário pode ligar para a Gerência de Gestão do CadÚnico no telefone (67) 3314-4482, das 7h30 às 11h e das 13h às 17h30.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *