23/04/2024 - Edição 540

Campo Grande

Governo do Estado entrega restauração da EE Maria Constança Barros Machado

O prédio da escola foi inaugurado em 26 de agosto de 1954, e possui características marcantes, como a fachada, que remete à um livro aberto

Publicado em 28/04/2023 10:25 - Semana On

Divulgação Gov. MS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul conta com mais uma unidade escolar restaurada: a Escola Estadual Maria Constança Barros Machado, localizada no Bairro Amambaí, em Campo Grande. Responsável pela oferta do Ensino em Tempo Integral desde 2017, a unidade escolar é a única obra projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer (1907-2012) na Capital de MS.

Diferente de outras escolas que passaram por reformas gerais, a EE “MCBM” – como é chamada pelos estudantes – passou por um profundo e delicado processo de restauração por se tratar de uma obra tombada pelo Patrimônio Histórico Estadual. O tombamento se deu durante a década de 90, em reconhecimento ao arquiteto carioca e aos seus traços tão singulares, considerado por muitos como um dos expoentes da arquitetura moderna.

O prédio da escola foi inaugurado em 26 de agosto de 1954, e possui características marcantes, como a fachada, que remete à um livro aberto. Um pilar branco, posicionado na entrada, traz a ideia de um lápis e no interior do prédio, o corredor simboliza uma régua. Já o nome, homenageia uma das diretoras que já passaram pela entidade na década de 40, ainda antes da inauguração no atual espaço, quando a escola atendia pelo nome de “Ginásio Estadual Campo-grandense”, que existia desde 1938.

A unidade escolar contou com serviços de restauro, ampliação e reforma com acessibilidade, contemplando adequação da edificação às normas vigentes de proteção contra incêndio e pânico, proteção contra descargas atmosféricas e vigilância sanitária.

Nos blocos 1, 2 e 3 foi realizada a substituição de cobertura, impermeabilização, revestimentos de pisos, paredes e forros, esquadrias e ferragens, pintura geral interna e externa, instalações elétricas, hidrossanitárias e de captação de águas pluviais. Foi realizada, ainda, a construção do bloco 04 e demais adequações necessárias ao atendimento da comunidade discente, com refeitório, salas de aula e laboratório.

Com um investimento que supera a marca dos R$ 10 milhões, englobando a restauração e os novos equipamentos, que passam a estar à disposição dos estudantes, a escola contou – ainda – com a construção de uma quadra poliesportiva, que não fazia parte do projeto original. Também foi construído um novo refeitório, para atender os mais de 370 alunos do 6° ano do ensino fundamental ao 3° ano do ensino médio.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *