29/05/2024 - Edição 540

Campo Grande

Governo do Estado assina convênios de R$ 10,3 milhões com a Maternidade Cândido Mariano

Fundada em 1938, o hospital é especializado em ginecologia, obstetrícia e neonatologia, e possui 143 leitos dos quais 15 são leitos de terapia intensiva neonatal

Publicado em 27/09/2022 11:34 - Semana On

Divulgação Governo de MS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Para melhorar os serviços prestados aos usuários do SUS (Sistema Único de Saúde), o governador Reinaldo Azambuja assinou dois convênios, na segunda-feira (26), com a Maternidade Cândido Mariano, para repassar mais R$ 10,3 milhões à unidade.

Ele lembrou que o atendimento à saúde é prioridade. “Nos propusemos em 2014 a fazer política de estruturação da saúde. Quando começou o nosso governo, 46% dos atendimentos de média e alta complexidade eram feitos em Campo Grande. Hoje são só 10% porque interiorizamos as estruturas de saúde. Somos parceiros de todos os municípios e temos uma gratidão grande pela maternidade Cândido Mariano, em que eu nasci, e que vamos ter o Hospital Materno-Infantil”, disse o governador.

No valor de R$ 8.406.527,00, o primeiro documento é para o pagamento de pessoal. O outro, de R$ 1,89 milhão, é para custear a prestação de serviços de terceiros (Pessoa Jurídica) na assistência à saúde. O diretor-presidente da maternidade, Daniel Gonçalves de Miranda, explicou a importância do investimento e destacou que, em outras oportunidades, o Governo do Estado também fez convênios e repasses para a unidade.

“Esse contrato firmado é extremamente importante para viabilizar o hospital, ajudar com relação a folha de pagamento, ajudar com relação ao custeio da instituição e que isso vai viabilizar novas conquistas à instituição, inclusive o projeto de construção da unidade Materno Infantil para oferecer mais serviços à comunidade de Mato Grosso do Sul. Esse não é o primeiro momento que o Governo do Estado vem firmar convênios com a instituição. No ano passado, também firmou contratos que ajudaram enormemente o crescimento da maternidade e ajudou também todas as filantrópicas, viabilizando pagamento de 13º”, lembrou.

O secretário de Estado de Saúde, Flávio Britto, afirmou que o objetivo do repasse é melhorar o atendimento. “Minha palavra é de gratidão. O interesse é atender melhor à população. Será muito importante para o cumprimento das obrigações da maternidade na finalização deste ano”, disse.

A maternidade

Fundada em 21 de janeiro de 1938, a Maternidade Cândido Mariano é um hospital especializado em ginecologia, obstetrícia e neonatologia que possui 143 leitos dos quais 15 são leitos de terapia intensiva neonatal.

Conta ainda com um centro cirúrgico com seis salas, centro obstétrico com cinco salas e uma equipe multiprofissional composta por enfermeiros, fonoaudiólogas, fisioterapeutas, psicólogas, assistentes sociais e nutricionistas.

É referência estadual para partos e terapia intensiva neonatal, respondendo por aproximadamente 15% da demanda de partos do Sistema Único de Saúde (SUS) no Estado, sendo 56% somente em Campo Grande.

De acordo com o diretor-presidente da maternidade, Daniel Gonçalves de Miranda, em 2021, a maternidade realizou quase 9 mil partos. E neste ano, por meio do Opera MS, do Governo do Estado, foram feitas quase 2 mil cirurgias eletivas.

A agenda também contou com a presença do secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Rocha, e com diretores da maternidade.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *