22/04/2024 - Edição 540

Campo Grande

Comércio exterior de Campo Grande com os países da RILA supera os US$ 27,4 milhões em 2023

Com Lei do SIM empresários poderão escoar produção de origem animal para todo o país

Publicado em 20/04/2023 10:08 - Semana On

Divulgação PMCG

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O comércio exterior de Campo Grande com os países integrantes da Rota de Integração Latino-Americana (RILA) – Argentina, Bolívia, Chile e Paraguai supera os US$ 27,4 milhões em 2023 (cerca de 11% do movimento total da Capital), demonstrando o grande potencial comercial, bem como de serviços e turismo que a integração com estes países irá proporcionar.

A RILA é um projeto econômico, produtivo e logístico, que já está estimulando a integração aduaneira e o comércio regional. Sua efetivação conectará o Centro-Oeste brasileiro aos portos do norte chileno, transformando Campo Grande (MS) em importante hub regional de produtos para o Brasil, Paraguai, Argentina, Bolívia e Chile. Campo Grande, além de se tornar a Capital brasileira mais próxima de Antofagasta (Chile) com a conclusão da ponte sobre o Rio Paraguai em Porto Murtinho, será também a maior cidade da chamada “Rota Bioceânica”, corredor rodoviário que irá ligar o Brasil ao Pacífico.

“A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio, já entregou um estudo de viabilidade do Terminal Intermodal de Cargas em dezembro de 2022. Estão previstos para este ano, uma expedição rodoviária de Campo Grande ao norte do Chile percorrendo o traçado do Corredor Bioceânico (via Porto Murtinho)”, conta o secretário da Sidagro, Adelaido Vila.

“Estamos tratando desses assuntos também com sucesso, no Stand PrefCG na Expogrande 2023. No dia da abertura nós já recebemos duas delegações estrangeiras: do Paraguai e da Bolívia. Essas ações vão ao encontro do nosso projeto prioritário, que é o desenvolvimento econômico e fomento do turismo na Capital. Hoje vamos falar sobre a abertura da Rota Bioceânica e os impactos e oportunidades que isso vai trazer para a nossa Capital”, acrescenta a prefeita Adriane Lopes.

Nesta quarta-feira (19), a Sidagro recebe no Stand da Prefeitura de Campo Grande, a partir das 17h30, o presidente da SETLOG-MS, Cláudio Cavol e a gerente regional do Banco Travelex, Liliane Matos, que estarão palestrando sobre a abertura da Rota Bioceânica e as oportunidades que serão criadas para as empresas locais. Para participar, faça a inscrição pelo link: https://forms.gle/RTL4FaRewhmLeCdA6.

Em relação ao comércio exterior em geral, Campo Grande também iniciou o ano de 2023 com crescimento nas trocas comerciais com o resto do mundo. No mês de fevereiro as exportações somaram US$ 41,1 milhões (+9,49%), enquanto as importações atingiram US$ 36,7 milhões (-52,3%). É importante mencionar que as importações registraram movimento atípico no ano de 2022 devido ao conflito Rússia-Ucrânia, o que levou a compras maciças de fertilizantes, o que não vem ocorrendo em 2023 com a estabilização deste mercado. A corrente de comércio no mês atingiu US$ 77,974 milhões. O saldo comercial ficou positivo em US$ 4,40 milhões.

Empresários poderão escoar produção de origem animal para todo o país

O Stand PrefCG, que funciona durante a 83ª Expogrande, foi palco na quarta-feira (19) da assinatura da sanção da lei do SIM (Serviço de Inspeção Municipal de Campo Grande). Com isso, Campo Grande fica mais próxima de conseguir o SISBI-POA (Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal) e assim abrir possibilidades para os empresários da Capital sul-mato-grossense que trabalham com a fabricação de produtos de origem animal venderem em todos os 27 estados brasileiros e no Distrito Federal.

“Estamos, realmente, dando passos firmes para cada dia mais nos fortalecermos como a Capital das Oportunidades. Entendemos que essa pauta é de grande relevância para os empresários, que têm crescido muito na nossa cidade. Quero agradecer a todos os presentes que hoje representam aqueles que estavam na expectativa desse dia. A assinatura desse documento tão importante abre a possibilidade dos produtos que são daqui, de Campo Grande, serem comercializados em todo o Brasil”, afirmou a prefeita Adriane Lopes.

Proprietário da Linares Pescados, Cleuber Linares disse estar orgulhoso em poder participar de um momento tão importante para Campo Grande. “Para mim é um orgulho muito grande estar aqui presenciando este ato. Esperamos muito por isso e esse dia chegou. Nossa empresa tem 47 anos em Campo Grande, começamos na peixaria do Mercadão Municipal, tivemos até um frigorífico com inspeção federal, lá no Núcleo Industrial, de pesca extrativista e como essa modalidade de pesca praticamente parou no Estado, começamos com uma nova instalação onde começamos com o SIM e estamos caminhando para o SISBI. Esse momento é muito importante, a nossa hora chegou, o nosso produto está pronto, só estamos esperando esse carimbo para podermos entrar no interior e Brasil afora”, contou.

O secretário municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio, Adelaido Vila enfatizou as medidas que a gestão têm tomado para promover o desenvolvimento de Campo Grande. “Essa lei faz com que Campo Grande se coloque como uma cidade que impulsiona o empresário que quer crescer e que deseja expandir suas vendas para todo o Brasil. Hoje estamos caminhando neste sentido. A equipe da Sidagro desenvolveu um trabalho de mais de dois anos de qualificação, de preparo, e conseguimos equipar o nosso departamento no sentido de apoiar e assessorar o nosso produtor”, afirmou.

Durante a solenidade, o presidente da Câmara Municipal, vereador Carlão falou sobre a importância da iniciativa para a geração de renda na Capital. “Nós queremos melhorar a nossa cidade. O nosso intuito é atender a sociedade e esse projeto de lei é um projeto que vai atender principalmente os nossos comerciantes e empresários que geram emprego e que mantêm a nossa economia”, frisou.

O registo impulsiona a economia ao abrir espaço para o desenvolvimento local, promovendo a implantação de novas unidades agroindustriais e, em consequência, a circulação de mais investimentos. O Serviço de Inspeção Municipal de Campo Grande é vinculado à Sidagro e atualmente inspeciona de forma periódica, 44 empresas que fabricam produtos de origem animal e de forma permanente, 3 frigoríficos de suínos.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *