22/02/2024 - Edição 525

Campo Grande

Campo Grande é uma das cidades mais arborizadas do mundo

A capital de Mato Grosso do Sul é referência pelas boas práticas de manejo, gestão de suas florestas urbanas, entre outros critérios

Publicado em 05/05/2023 10:44 - Rafaela Moreira – G1MS

Divulgação Foto: Paulo Ramos/PMCG

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Campo Grande é reconhecida como uma das cidades mais arborizadas do mundo. A capital de Mato Grosso do Sul é certificada como uma “Tree City of de World” (Cidade Árvore do Mundo), título criado pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) e pela Fundação Arbor Day, para reconhecer quem se compromete a cultivar e a manter florestas urbanas.

O doutor em biologia José Milton Longo esclarece que o título de uma das cidades mais arborizadas do mundo não tem relação apenas com a quantidade de árvores existentes na cidade e sim com a forma como a cidade planeja, realiza e mantém a gestão de suas florestas urbanas. (Acima, assista ao vídeo com a explicação do especialista).

“Campo Grande é uma cidade arborizada e mantém ações de conservação, manejo e integração com a comunidade. Essa atribuição de uma das mais arborizadas do mundo é dada para as cidades que cumprem alguns requisitos, que não significa apenas ter árvores plantadas no perímetro urbano”.

Para ser certificada como “Cidade Árvore do Mundo” é necessário atender cinco padrões: a arborização urbana; o sistema de parques e áreas verdes; as áreas de preservação permanente; os remanescentes de vegetação nativa; os bosques e as formações de maciços vegetais secundários.

Em Campo Grande existem diversas áreas florestais, como parques espalhados pela cidade que são essenciais para a boa qualidade de vida e a propagação de espaços arborizados. “Há alguns anos a gestão de Campo Grande tem muito comprometimento com a arborização da cidade. A relação do número de árvores com o número de habitantes deixa a cidade em contexto muito favorável para esse reconhecimento”, disse Longo.

Em setembro de 2022, Campo Grande recebeu o selo Cidade Amiga das Árvores pela Sociedade Brasileira de Arborização Urbana (SBAU) graças à política de gestão e preservação do verde urbano. Em meio a uma lista extensa, um dos principais fatores positivos ligado à arborização em centros urbanos é a diminuição da temperatura do solo.

De acordo com o biólogo, as árvores desempenham importante papel na melhoria da qualidade de vida da população, principalmente no que se refere ao conforto ambiental. Além de colaborarem para moderar e refrescar o calor do asfalto e das construções, as árvores ajudam a reduzir o dióxido de carbono dos carros, melhoram o escoamento das águas e enchentes.

“São inúmeros os benefícios para a população de termos uma cidade arborizada, temos o conforto visual, conforto térmico, atrai aves e espaços de lazer. Além de fornecer sombra, diminuindo a temperatura da superfície, as árvores também regulam a umidade do ar, melhorando a sensação térmica local e tornando o ar mais fresco”.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *